Publicidade

Arquivo de março, 2008

segunda-feira, 31 de março de 2008 Bundesliga | 09:04

Vai ter sorte assim lá em Braunschweig

Compartilhe: Twitter


Podolski começou mais uma vez na reserva, mas entrou e deu conta do recado

Alguém aí ainda tem dúvidas de que o Bayern será campeão Alemão? Se você tem, pode esquecer então, porque o título já está garantido para o time da bavária. Tudo conspira a favor, é incrível.

Quando empata com o penúltimo colocado da Bundesliga – o Nuremberg – , o Werder vai lá e me perde em casa para o lanterna da competição – o Duisburg. E mais! O Hamburgo recebe o antepenúltimo colocado – o Armínia Bielefeld – e só empata, também em casa.

O Bayer Leverkusen, que poderia conquistar três pontos na rodada e dar uma animada no torneio, também jogou em casa e… derrota para o Frankfurt.

A 26ª rodada na Alemanha, aliás, foi bem atípica. Dos nove jogos disputados, apenas um terminou com vitória dos mandantes. E foi justamente de um time ameaçado pelo rebaixamento. O Energie Cottbus fez 2 a 1 no Hertha. O gol do time de Berlim foi de Mineiro, que anda sumidão por lá, diga-se de passagem.

Só para reforçar a tese de que o sol está brilhando mais forte para o Bayern, o gol do empate por 1 a 1 contra o Nuremberg foi marcado por Podolski, que não tinha balançado as redes uma vez sequer no Alemão, e que na semana passada declarou seu desejo de sair do clube.

Ainda falando de brasileiros, Tinga marcou o 3º do Borussia Dortmund no empate por 3 a 3 contra o Bochum, enquanto Diego marcou o único gol do vexame do Werder contra o Duisburg.

Agora, Diego, um conselho: muda de time! Tem tantas opções boas batendo à sua porta… continuar no Werder pode significar um retrocesso na sua carreira. A não ser que eu esteja muito enganado. Arrisco-me a dizer que nem para Copa da Uefa o time de Bremen vai se classificar, pode anotar.


É, Naldo! A coisa tá feia pro Werder Bremen, heim?!

Veja os oito primeiros colocados da Bundesliga. Lembrando que os três primeiros vão para Liga, e o 4º e 5º para Copa da Uefa:

1 – Bayern de Munique, 54
2 – Hamburgo, 47
3 – Schalke, 45
4 – Bayer Leverkusen, 44
5 – Werder Bremen, 44
6 – Stuttgart, 42
7 – Eintracht Frankfurt, 42
8 – Wolfsburg, 40

*Ah, Braunschweig (lá no título do post) é o nome de uma cidade alemã, para que não fique dúvidas :)

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 28 de março de 2008 Entrevistas exclusivas, Jogadores brasileiros | 10:36

Exclusiva com Dedê

Compartilhe: Twitter

Já há 10 anos na Alemanha, o lateral-esquerdo Dedê é ídolo no Borussia Dortmund. Respeitadíssimo por lá, o brasileiro não pretende sair do clube tão cedo e, caso volte ao futebol brasileiro, só defenderá um único time. Qual? Atlético-MG, claro!

Conversei com o Dedê e publiquei um bate-papo bem bacana no iG Esporte. Entre outros assuntos, ele disse que não pensa mais em voltar à seleção brasileira, assim como não pretende jogar pela Alemanha, como já foi pretendido por muitos alemães. Contou sobre sua adaptação, sobre o futebol germânico, sua quase ida para a seleção do Catar… enfim… está bem legal!

E, lógico, falou do Galo. Para quem ele torceria numa eventual final de Mundial entre Atlético-MG e Borussia Dortmund?

CLIQUE AQUI e leia a entrevista na íntegra.

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 27 de março de 2008 Bundesliga, Jogadores brasileiros, Vídeos | 13:35

Federação pega pesado com Grafite

Compartilhe: Twitter

A Federação Alemã aplicou uma severa punição ao atacante Grafite, do Wolfsbug. Após uma discussão áspera com o holandês Mathijsen, no duelo contra o Hamburgo, o brasileiro foi expulso de campo.

A comissão disciplinar agiu rápido e aplicou um gancho de 5 jogos ao ex-são-paulino, que ficou indignado com a decisão. O clube promete recorrer, já que Grafite é peça fundamental no time que ainda luta por uma vaga na Copa da Uefa. Seu adversário pegou “só” 3 jogos de suspensão.

Assista ao vídeo abaixo e veja como os dois já estavam se estranhando na partida.

Se com um bate-boca um pouco mais forte Grafite pegou 5 jogos, imaginem a punição que o palmeirense Kléber pegaria se jogasse por lá, e saísse desferindo cotovelados por aí…

****

Já o Duisburg, lanterninha do Alemão, tem um motivo a mais para se preocupar. Após os incidentes na partida contra o Hannover, quando o goleiro adversário Enke e o árbitro da partida foram atingidos por isqueiros vindos da arquibancada, o clube foi condenado a pagar uma multa de 40 mil euros.

Além disso, a Federação estuda a possibilidade de interditar o estádio, ou proibir jogos com torcida.


O goleirão Enke sai com a cabeça sangrando após ser atingido por um isqueiro

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 26 de março de 2008 Amistosos, Seleção da Alemanha | 19:41

Noite de "Super Mario"

Compartilhe: Twitter

A torcida suiça fez uma festa tremenda no estádio St. Jakob-Park, na Basiléia, para receber a seleção da Alemanha, mas os comandados de Joachim Low trataram logo de botar água no chopp suíço – que, diga-se de passagem, não é melhor que o alemão – e enfiaram 4 a 0, em ritmo de treino.

O amistoso marcou o 800º jogo seleção alemã, e o de número 50 contra a Suíça. Ainda por cima, comemorou 100 anos do primeiro jogo internacional da Alemanha. E, curiosamente, aconteceu em 1908 contra a própria seleção suíça, na Basiléia – na ocasião, 5 a 3 para o time vermelho.

O duelo foi um bom teste para seleção da Alemanha, que estréia no dia 8 de junho na Euro 2008, contra a Croácia. E o amistoso desta quarta mostrou definitivamente que o ataque titular bávaro tem que ser formado por Klose e “Super Mario” Gomez.

O primeiro abriu o placar no começo do jogo, enquanto o segundo marcou duas vezes em rápidos contra-ataques, já na etapa final. Podolski ainda fez o 4º e decretou o placar.

Além dos gols, a dupla de atacantes se entendeu muito bem na ofensiva titular. Desta forma, Kevin Kuranyi, que vinha jogando regularmente entre os 11 que começam o jogo, fica como opção – e boa – no banco de reservas. Assim como Podolski, que nem no Bayern de Munique se firmou como titular.

Apesar dos quatro gols e do jogo até certo ponto tranqüilo, a partida foi bastante pegada, com jogadas ríspidas de ambos os lados. É só ver na foto aí embaixo. Schweinsteiger dá um puxão de orelha em Behrami, da Suiça, e Ballack chega para conter os ânimos dos brigões.


Seu bobo, feio, chato…

E mesmo após a goleada fora de casa, os alemães seguem como uma incógnita para a Eurocopa. Podem fazer um papelão, como podem surpreender e até chegar à final. Acredito na segunda possibilidade, já que o time terá tempo para se preparar e já ganha cara de “seleção alemã”. Ganha um joguinho feio aqui, outro ali, e sempre briga pelo título do que disputa.

Ah, só lembrando que a Suíça, juntamente com a Áustria, é sede da Eurocopa.

A Alemanha jogou assim no amistoso:
Lehmann, Lahm (Trochowski), Mertesacker, Westermann e Jansen (Rolfes); Fritz (Friedrich), Ballack, Hitzlsperger e Schweinsteiger; Klose (Podolski) e Mario Gomez (Kuranyi).


As belas suiças chegaram felizes, mas saíram tristes do estádio

Autor: Tags: ,

terça-feira, 25 de março de 2008 Fora dos campos, Jogadores brasileiros | 10:27

Ballack + Raí = Caio (??)

Compartilhe: Twitter

Reprodução
Comparação absurda? Sim, pelo menos por enquanto

O gol de Caio sobre o Energie Cottbus – primeiro dele com a camisa do Frankfurt – e a bela atuação na mesma partida já rendem bons frutos ao meia-atacante brasileiro. O site da Bundesliga, por exemplo, dá grande destaque ao jogador de 21 anos nesta terça-feira, dizendo que ele é um “mix” de Raí com Ballack. É mole?!

Caio é um belo jogador, mostrou isso no Palmeiras e no Inter, mas uma comparação dessas, a essa altura, é um pouco exagerada.

O jovem de 21 anos parece que já conquistou a torcida de Frankfurt e cobra um lugar entre os 11 titulares da equipe. Isso porque o tcheco Martin Fenin, contratado no começo do ano, começou bem, marcou 4 gols nos dois primeiros jogos, mas depois sumiu e não vem jogando bem.

Essa é a chance para o brasileiro despontar e, por que não, sonhar com uma vaga na Olimpíada de Pequim. Eu convocaria. E você?

Caio, inclusive, foi incluído na seleção da última rodada do Alemão, escolhida pela revista “Kicker”. Veja os nomes:

Miller (Karlsruher), Russ (Frankfurt), Hummels (Dortmund) e Demichelis (Bayern); Jones (Schalke 04), Rost (Cottbus), Stajner (Hannover 96) e Caio (Frankfurt); Mario Gomez (Stuttgart), Luca Toni (Bayern) e Cacau (Stuttgart).

EDMUNDO + CANTONÁ x GASCOIGNE = MARCELINHO PARAÍBA
Enquanto um brasileiro é idolatrado em terras germânicas, outro é criticado. E com toda razão.

Marcelinho Paraíba se envolveu numa briga numa boate de Berlim, aparentemente por um motivo banal, e desferiu um soco no rosto de um homem de 44 anos, e ainda lhe acertou uma garrafada na cabeça.

A imprensa alemã condenou a atitude do meia – como não poderia ser diferente – lembrou de episódios como esse, quando ainda atuava pelo Hertha, e afirmou que Marcelinho pode sair do Wolfsburg por causa do seu comportamento fora de campo. Lembrando que ele é o capitão da equipe, que ainda tem Grafite e Josué no elenco.


À esquerda, Marcelinho se diverte com uma garota na boate; à direita, o resultado de sua garrafada na cabeça de um homem

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 24 de março de 2008 Bundesliga, Seleção da Alemanha | 09:26

Toni, sempre ele

Compartilhe: Twitter

Pois é. A cada rodada que passa, o Bayern é cada vez mais campeão Alemão. Com a vitória por 2 a 1 contra o Bayer Leverkusen, no sábado, o time de Munique agora abre 7 pontos sobre o Hamburgo na liderança da Bundesliga, e só um desastre para o título de 2008 mudar de dono.

O italiano Luca Toni foi o autor dos dois gols da equipe da bavária e assumiu a liderança na artilharia da competição – 16 gols. O atacante ainda busca a chuteira de ouro, dada para o goleador da Europa na temporada.


Toni fez dois, e Klose perdeu outros dois (foto: Reuters)

O Hamburgo, que poderia dar um sufoco no Bayern nesta reta final de campeonato – faltam 9 jogos – apenas empatou com o Wolfsburg, também no sábado.

Já o Werder Bremen empatou com o frágil Armínia Bielefeld, fora de casa: 1 a 1. O gol do alviverde foi do meia Diego, que voltou ao time após 3 semanas afastado por suspensão. Mas nem a volta do brasileiro animou a equipe, que segue na 4ª colocação – ameaçadíssima, diga-se de passagem, pelo Schalke, que venceu o Hertha, em Berlim, e se igualou em número de pontos.

E se o Werder não acordar, pode ficar de fora até da Copa da Uefa. Isso porque o Stuttgart goleou o Hansa por 4 a 1 e está somente 3 pontos atrás.

Na vitória do Stuttgart, aliás, Cacau marcou um dos gols da equipe, enquanto o zagueiro Orestes, ex-Santos, anotou o único do time de Rostock. Outro brasileiro que balançou as redes foi Caio, ex-Palmeiras. Ele marcou o primeiro do Frankfurt no triunfo sobre o Cottbus.

Veja os oito primeiros da Bundesliga:

1 – Bayern de Munique, 53
2 – Hamburgo, 46
3 – Bayer Leverkusen, 44
4 – Werder Bremen, 44
5 – Schalke, 44
6 – Stuttgart, 41
7 – Eintracht Frankfurt, 39
8 – Wolfsburg, 37

Em tempo
Na última sexta-feira o técnico da seleção alemão, Joachim Löw, convocou os jogadores para o amistoso contra a Suíça, preparatório para a Euro 2008:

Goleiros: Lehmann (Arsenal), Hildebrand (Valencia) e Enke (Hannover 96)
Defensores: Friedrich (Hertha Berlim), Huth (Middlesbrough), Jansen (Bayern de Munique), Lahm (Bayern de Munique), Mertesacker (Werder Bremen), Westermann (Schalke 04).
Meias: Ballack (Chelsea), Hitzlsperger (Stuttgart), Schneider (Bayer Leverkusen), Podolski (Bayern de Munique), Rolfes (Bayer Leverkusen), Schweinsteiger (Bayern de Munique), Fritz (Werder Bremen), Trochowski (Hamburgo).
Atacantes: Mario Gomez (Stuttgart), Klose (Bayern de Munique), Kiessling (Bayer Leverkusen) e Kuranyi (Schalke 04).

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 20 de março de 2008 Entrevistas exclusivas, Jogadores brasileiros | 12:59

Conheça o brasileiro na Alemanha

Compartilhe: Twitter

A Liga dos Campeões da Europa chega à fase de quartas-de-finais, e a única equipe alemã que briga pelo título é o Schalke 04. O que pouca gente sabe é que, além de Bordon, Rafinha, Zé Roberto e Kuranyi, a equipe ainda conta com outro brasileiro: Elliot Paes Alves Júnior, preparador físico e fisioterapeuta do time.

Nascido em Conchas, interior e São Paulo, Elliot foi Campeão Brasileiro Amador de Triathlon e representou o Brasil no Campeonato Mundial da categoria, disputado em Cancún, no México, em 1995.

Atualmente com 45 anos, o profissional em Fisioterapia e Educação Física desenvolveu grandes trabalhos junto a atletas campeões olímpicos e mundiais. No futebol, por exemplo, Elliot contribuiu diretamente para o bom desempenho de craques como Fred e Cris (Lyon), Gilberto Silva (Arsenal), Lincoln (Galatasaray), Júlio Baptista (Real Madrid), Cicinho (Roma), entre outros.

Conversei com ele sobre as aspirações do Schalke na Liga dos Campeões e na Bundesliga, sobre os brasileiros que atuam no clube e também sobre sua carreira. Leia abaixo:

Primeiro, a pergunta que não quer calar para quem gosta do futebol alemão: o Schalke 04 vai surpreender o Barcelona na Liga dos Campeões?
Trata-se de um dos maiores clubes do mundo e com grandes estrelas. Mas tudo dependerá do momento dentro de campo. Contra o Porto ninguém acreditava no Schalke, assim como agora. Poderá haver uma surpresa muito agradável.

Como está a expectativa da torcida do Schalke com relação à Liga e à Bundesliga? Os torcedores acreditam na classificação?
O Bayer de Munique é o grande favorito na Bundesliga. Mas todos nós e a torcida acreditamos que podemos buscar uma arrancada na reta final, assim como fez o Stuttgart no último Campeonato. Na Liga, a mesma coisa. A torcida de Gelsenkirchen acredita no sucesso, assim como os jogadores e a comissão.

Como os atletas brasileiros são vistos na Alemanha? Existe algum tipo de preconceito?
Os alemães comentam que cada clube precisa ter pelo menos um jogador brasileiro para ser campeão, porque são jogadores diferenciados dos demais. Além de muita técnica, os brasileiros têm espírito de vencedor. E o preconceito há em qualquer lugar do mundo. Depende muito da proporção para se criar qualquer tipo de polêmica.

Como é a relação do lateral Rafinha e do zagueiro Bordon na equipe? Eles são ídolos e respeitados? Fale da condição de cada um.
O Rafinha e o Bordon (capitão da equipe) têm uma ótima relação com o grupo e são ídolos do clube, sempre recebendo o carinho dos torcedores. O Rafinha passa por um ótimo momento na carreira, haja vista a convocação para a seleção brasileira; e o Bordon foi o único jogador da Alemanha que entrou na seleção da Europa, realizada pela UEFA entre os clubes classificados para as oitavas-de-final da Liga da Europa.

E o Zé Roberto? Chegou bem ao Schalke ou ainda passa por uma fase de adaptação?
O Zé Roberto ficou fora dos últimos jogos do seu ex-clube, o Botafogo, e chegou ao Schalke sem estar nas suas melhores condições. Atualmente ele teve um problema muscular em Portugal, na véspera do jogo contra o Porto, pela Liga dos Campeões. Agora, estamos fazendo um trabalho especial com o Zé Roberto para ele se adaptar melhor ao ritmo do futebol alemão.

O Kuranyi conversa com os outros brasileiros e com você em português ou alemão?
Depende do local que estamos. Mas, na maioria das vezes, falamos em português para lembrar do Brasil.

Como é a rotina dos treinos na Alemanha e mais especificamente no Schalke? Treinam em dois períodos? Existem muitos jogadores lesionados?
Os treinamentos são muito diferentes da metodologia aplicada no Brasil. Varia de acordo com a semana do jogo. Às vezes, são dois períodos de treinamento, mas, na maioria das vezes, é apenas um período, por diversos motivos, entre eles: o clima, estrutura, calendário, filosofia alemã, sistema de jogo e etc.

Atualmente, temos apenas dois atletas lesionados: o Zé Roberto (lesão muscular) e o Markus Hepke (cirurgia de ombro). A situação não era bem assim quando cheguei ao clube. Havia 16 jogadores no departamento médico e muita pressão.

Onde você começou sua carreira e por quais clubes já trabalhou no Brasil e no mundo?
Como atleta praticante de atletismo sem muita expressão e no triatlo, campeão brasileiro amador “age grupe” em 1995, integrando a seleção brasileira de triatlo em Cancun, no Mexico. Como profissional, trabalhei com atletismo, triatlo, voleibol indoor na Olympikus, sendo campeão sul-americano. No futebol do Brasil no Atletico Mineiro, vice brasileiro de 1999 e bicampeão Mineiro.


Elliot em ação com jogadores do Schalke. Entre eles, Bordon e Kuranyi

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 19 de março de 2008 Copa da Alemanha | 20:48

Aqui também deu a lógica

Compartilhe: Twitter

Sim, deu a lógica, mas apostava no alviverde – que nesta quarta jogou novamente de azul e preto, bem estranho.

O Bayern mostrou que se recuperou da derrota para o lanterna da Bundesliga, no último final de semana, e conseguiu conquistar uma vaga na final da Copa da Alemanha ao bater o Wolfsbug, que vinha em franca ascensão, e que só perdeu uma vez em 2008.

2 a 0 no Allianz Arena, gols de Ribery e Klose. O tento do francês aconteceu após bobagem de Marcelinho Paraíba.

Não que a Copa da Alemanha seja um glamour de campeonato por lá, mas vai ser legal assistir a uma final entre Borussia Dortmund e Bayern de Munique. Esse jogo, aliás, acontece em 19 de abril, em Berlim.

Este ano o povo alemão prestigiou a competição e o apelo foi bem bacana, diferente dos anos anteriores.

Palpite? Dessa vez não! Ultimamente tenho errado bastante.


O uniforme “Inter de Milão” não deu sorte para o time alviverde

Autor: Tags: ,

Copa da Alemanha | 09:03

E deu a lógica!

Compartilhe: Twitter

Tava na cara! O Carl Zeiss Jena, penúltimo colocado da segunda divisão alemã, não suportou a pressão de mais de 80 mil torcedores e perdeu por 3 a 0 para o Borussia Dortmund, que se classificou para a final da Copa da Alemanha.

Tinga foi o melhor em campo, e ainda fez o primeiro dos donos da casa, antes dos 15 minutos de jogo. No segundo tempo, Klimowisz e Petric – esse joga muito – ampliaram e decretaram o placar final. Veja como foi o jogo.

O adversário do Borussia sai nesta quarta-feira do duelo entre Bayern de Munique e Wolfsburg, no Allianz Arena.

Palpite? Dá Wolfsburg, e com gol brasileiro!


O mar amarelo empurra o Borussia Dortmund no Iduna Park

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 18 de março de 2008 Jogadores brasileiros | 08:21

Da série "por onde anda?"

Compartilhe: Twitter

Uma das boas promessas que surgiu recentemente no futebol brasileiro, o jovem atacante Carlos Eduardo está sumido – pelo menos para nós aqui no Brasil.

Ele apareceu muito bem no Campeonato Gaúcho de 2007 atuando pelo Grêmio, e fez uma bela Libertadores nesse mesmo ano, ajudando o Tricolor a chegar na final da competição. Logo depois, foi vendido ao Hoffenheim, time da segunda divisão alemã.

E quem gosta de seu futebol poderá vê-lo mais vezes em ação em breve.

Isso porque sua equipe faz boa campanha na 2.Bundesliga – a Série B da Alemanha – e esta na vice-liderança da competição, com 43 pontos. Restando dez jogos para o término da segundona por lá, o Hoffenheim pode figurar entre os grandes times alemães pela primeira vez em sua história.

Haja espera! Será debutante na primeira divisão, isso com mais de 100 anos de vida – foi fundado em 1899.

E se a equipe realmente subir, terá que agradecer, e muito, ao talento do jovem brasileiro, que é a grande estrela do time. Carlos Eduardo tem só 20 anos e pode explodir na Alemanha na próxima temporada. Vamos torcer!

O time ainda conta com outro brasileiro em seu elenco: Luiz Gustavo, também de 20 anos, que jogava no CRB.

Saiba mais sobre o time dos brasileiros acessando seu site oficial.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última