Publicidade

Arquivo de junho, 2008

segunda-feira, 30 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha, Vídeos | 12:04

Estigma de perdedor

Compartilhe: Twitter

Charge impagável do meu grande amigo Milton Trajano. E, aproveitando o ensejo, você sabia que Ballack não tem um título internacional sequer? Seja pela seleção alemã, seja por algum clube pelo qual passou. Mas nesta temporada que vai entrar, sob o comando de Felipão no Chelsea, vai acontecer…

Não é possível que um baita jogador como Ballack, com quase 32 anos de idade, com passagens por Bayer Leverkusen, Bayern de Munique e Chelsea não conquiste um título internacional. As estigmas de perdedor e de pé-frio perseguem o meio-campista.

Festa para o vice
É um tanto quanto surpreendente, mas a seleção alemã foi recebida por uma multidão alegre em Berlim. A torcida que lotou o centro da capital fez uma festa tremenda para os jogadores, que retribuíram o carinho e entraram na bagunça. Muito legal a atitude de todos os envolvidos. Cerca de 300 mil pessoas foram ao Portão de Brandenburgo.


Podolski, que foi bem na Euro inteira, menos na final -quando precisava- era um dos mais felizes

Lamentável
Alguns torcedores alemães, inconformados com a derrota na final da Euro para Espanha, fizeram a maior baderna em Viena, confrontando a polícia local e ateando fogo em lixeiras. Veja o vídeo:

Autor: Tags: , ,

domingo, 29 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 19:07

A geração do quase

Compartilhe: Twitter

E mais uma vez a Alemanha ficou pelo caminho. Na Copa do Mundo de 2002, derrota na final para o Brasil; campanha pífia na Euro de 2004, quando nem chegou às quartas-de-finais; parou na semifinal da Copa de 2006, perdendo para Itália; e agora, na final da Euro de 2008, mais uma vez Ballack e cia. frustraram a torcida alemã.

A verdade é que a Espanha deu um baile na Alemanha. O time germânico até que começou bem na partida, dava impressão de que sufocaria, assim como fez contra Portugal, mas foi só os espanhóis tocarem a bola que colocaram os alemães na roda.

E o mais irritante é que dos 25 minutos do segundo tempo até o final do jogo, quando o placar já apontava 1 a 0 para Fúria – gol de Torres no primeiro tempo -, a Alemanha foi incapaz de, sequer, passar do meio-campo. Não ameaçou Casillas uma única vez. Só nos minutos finais que tentou, sempre nos chuveirinhos.

Agora, eu cantei como a Espanha ganharia o título. Tava na cara que o ponto fraco alemão era Lehmann. No lance do gol espanhol, o goleiro – agora do Stuttgart – demorou sessenta anos para sair na bola e não conseguiu interceptar o chute de Torres. Lahm também falhou na jogada, perdendo na corrida para o atacante adversário, saindo com 70 metros de vantagem no pique.

Apesar da derrota e das muitas lágrimas em Viena, a torcida alemã aplaudiu seus jogadores após a partida. O foco agora são as eliminatórias para Copa de 2010. Vamos ver como esse time alemão entra na competição.

Mas a Euro vai deixar saudade! Já estou com saudade! Como serão minhas tardes dos dias da semana sem os jogos por lá…

Autor: Tags:

sábado, 28 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 14:49

Quase tudo pronto para final

Compartilhe: Twitter

A cidade de Viena já vive o clima da decisão. Nas ruas da capital austríaca, centenas de torcedores correm atrás de ingressos para o duelo entre Alemanha e Espanha. Dentro do estádio, a maioria dos pagantes torcerá para Espanha, até mesmo os austríacos, devido à história rivalidade -política e geográfica- com a Alemanha.

Será a 20ª partida entre as duas seleções. Os alemães venceram oito duelos, com cinco vitórias espanholas e seis empates. O “Nationalelf” anotou 27 gols no confronto, enquanto a “Fúria” fez 21. Em Euros, em 1984 os espanhóis levaram a melhor: 1 a 0; em 1988 foi a vez dos alemães darem o troco: 2 a 0.

Problemas
David Villa não jogará pela Espanha. E neste sábado, o capitão alemão Michael Ballack sentiu dores na perna direita, não treinou, e pode ficar de fora da grande final. O que eu duvido! Eu jogaria até de muletas…


Alguém aí tem ingresso para vender?

Autor: Tags:

quinta-feira, 26 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 18:20

Que venha a Espanha!

Compartilhe: Twitter


A Adidas deve estar feliz da vida com essa final. Já a Nike…

A Alemanha conheceu nesta quinta-feira seu adversário na final da Euro 2008: a Espanha, que atropelou a sensação Rússia e chega embalada para a decisão.

A “Fúria” alcança sua terceira final de Euro, tendo conquistado o título em 1964 e perdido em 1984, para França. Já a tricampeã européia Alemanha chega à sua sexta final. Conquistou os títulos em 1972, 80 e 96, e perdeu nas decisões de 76 e 92.

Vem jogão por aí. Os alemães aparecem com seu futebol burocrático, frio e eficiente de sempre, enquanto os espanhóis mostraram uma força maior e um futebol mais convincente no torneio, tirando inclusive a campeã mundial Itália.

O ponto fraco da Alemanha está no gol. Lehmann não passou confiança nos jogos até agora e periga de entregar o título para o adversário. A falta de criatividade também pesa contra os alemães. Ballack e Schweinsteiger, que são os responsáveis por levar o time para frente, andam devendo. Por outro lado, Lahm subiu muito de produção no decorrer da Euro e pode explorar as laterais da Espanha.

No adversário vermelho, o artilheiro da Euro, David Villa, deve ficar de fora. Ele sofreu uma lesão muscular contra os russos e sua ausência é quase certa na final. Bom para nós :)

Mas numa final entre duas grandes equipes, um clássico, qualquer prognóstico pode ir por água abaixo em poucos minutos. E é claro que este blog aposta no time germânico. Com sobras. A Espanha sempre foi e sempre será azarona e “pipoqueira”. A prova dos 9 acontece neste domingo. Aliás, anote na agenda aí, para não perder de jeito nenhum. Deixe o Brasileirão de lado e a televisão é na Euro.

ALEMANHA x ESPANHA
Dia: Domingo, 29/06/2008
Horário: 15h45 (de Brasília)
Local: Viena
TV: Sportv e Record

Meu caro amigo Juan Polanco, o futebol ofensivo e bonito da Espanha vai ter que parar por aqui. A camisa pesa, viu?! O que dirá o consagrado Buela de Capotón no próximo domingo? Quero ler!

Autor: Tags:

quarta-feira, 25 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 18:08

Wir sind im endgültigen

Compartilhe: Twitter


Klose fez o gol que ninguém viu ao vivo, só quem estava no estádio

A Turquia bem que tentou aprontar mais uma nessa Eurocopa, marcou um gol no final do jogo, mas logo em seguida provou do seu próprio veneno. Lahm colocou a Alemanha na decisão do torneio após balançar as redes turcas aos 45 minutos da etapa final. O 3 a 2 traduz o quão emocionante foi a partida.

A Alemanha começou o jogo mal das pernas. Joachim Low surpreendeu e deixou Frings, que já estava recuperado de lesão, no banco de reservas e entrou com Rolfes.

A Turquia, toda remendada, partiu para cima e criou inúmeras boas chances. E de tanto insistir abriu o placar numa bobeira de Lehmann, que deu uma “Felipada” (Lembram-se do gol de Carlinhos Bala na final da Copa do Brasil?) e deixou a bola passar no meio de suas pernas.

O gol acordou a Alemanha. Numa boa trama de ataque pela esquerda, Podolski cruzou para área e Schweinsteiger se antecipou ao zagueiro adversário para marcar. Um gol parecidíssimo com o primeiro dos alemães contra Portugal. Arma mortal!

Na etapa final a Alemanha virou com um gol-que-ninguém-viu-ao-vivo de Klose. A transmissão de TV caiu por boa parte do segundo tempo e tanto Sportv quanto Record não mostraram o gol. Mas depois vi no replay. O atacante subiu bem num cruzamento da esquerda, se antecipou ao goleiro Rustu, e marcou.

Os minutos finais foram emocionantes. Já com o sinal de TV reestabelecido, a Turquia empatou, em outra falha de Lehmann, que ficou esperando a bola chegar em suas mãos num cruzamento, não fechou bem sua meta e levou o empate. Mas, quando todo mundo já esperava pela prorrogação, no apagar das luzes, Lahm recebeu na área pela esquerda e fuzilou o gol turco, para alegria geral dos alemães.

Agora é só aguardar o adversário da grande final. Espanha ou Rússia? Contra qual das seleções a Alemanha tem mais chance de ser campeã? Palpite: Pode vir qualquer uma. É Alemanha na cabeça!

Hoje, por falta de tempo, não tem as notas e atuações dos jogadores alemães. Mesmo porque não vi boa parte do segundo tempo. Ah, e o título do post, para quem não sabe alemão, está escrito “Estamos na final”.


A dupla Poldi-Schweini funcionou mais uma vez


Lehmann dá uma “Felipada” no primeiro gol da Turquia. Assim não dá


Excelente charge feita pelo meu grande amigo Milton Trajano :)

Autor: Tags: ,

terça-feira, 24 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 12:48

Boas notícias

Compartilhe: Twitter


Recuperado de uma lesão na costela, Frings estará de volta à Alemanha no duelo contra a Turquia. Rolfes, ali no fundo, volta ao banco de reservas

Além da boa notícia de que Frings, o grande jogador alemão desta Euro, estará em campo na semifinal de quarta-feira, os jogadores da seleção ganharam um incentivo a mais.

A Federação confirmou nesta terça-feira que, caso conquistem o título, cada jogador alemão receberá 250 mil euros (algo em torno de 700 mil reais). Além disso, a vaga na final já renderá 150 mil euros para cada um.


Loja em Berlim já está no clima do jogo Alemanha x Turquia. A capital alemã é a que comporta a maior colônia turca do mundo

Autor: Tags:

sexta-feira, 20 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 19:22

Adversário definido

Compartilhe: Twitter

A Turquia eliminou a Croácia num jogo incrível e será a adversária da Alemanha em uma das semifinais da Euro 2008. Na partida desta sexta-feira, após um 0 a 0 fraco no tempo normal, o jogo foi para prorrogação.

Já no segunda etapa do tempo-extra a Croácia abriu o placar com Klasnic, aos 14 minutos. E quando tudo parecia definido, Semih Sentürk igualou o marcador aos 16, no último lance da partida. E nos pênaltis, claro, deu Turquia.

Se viesse a Croácia, era a chance da revanche alemã (lembram-se da doída derrota por 2 a 1 na fase de grupos?). Veio a Turquia… será que é melhor? Os turcos vêm de três partidas dramáticas, com gols marcados nos minutos finais. E isso dá uma moral… no final das contas o peso da camisa fará a diferença. Rumo à final, Alemanha! Anote aí na sua agenda para não perder:

ALEMANHA x TURQUIA
Dia: 25/06/2008
Horário: 15h45 (de Brasília)
Local: Basiléia
TV: Sportv e Record

Autor: Tags:

quinta-feira, 19 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 18:07

Cadê os favoritos?

Compartilhe: Twitter

Como eu sempre digo: a Alemanha vai aos trancos e barrancos na fase de grupos, se classifica, e na hora de decidir no mata-mata o time cresce absurdamente. Nesta quinta, a frieza e eficiência germânica superaram o futebol bonito e rápido de Portugal. E todos diziam que o time de Felipão levaria a vaga com um pé nas costas. Inclusive no bolão aqui do iG.

Mesmo sem o seu melhor jogador do torneio, Frings – com uma fratura na costela -, e o técnico Joachim Low – suspenso -, os alemães entraram em campo com um espírito totalmente diferente do que vimos na primeira fase. A volta de Schweinsteiger foi importante para o suado e difícil triunfo por 3 a 2 sobre os lusos. O meia do Bayern fez o primeiro gol e deu a assistência para os outros dois, marcados por Klose (até que enfim) e Ballack. Melhor do jogo.

Por falar em Ballack, o capitão alemão foi o grande maestro do time, fazendo o que toda torcida sempre espera dele. Rolfes, que entrou na vaga de Frings, foi um leão na marcação e mal deixou Cristiano Ronaldo jogar.

Agora, queimei a língua. Desde a fase de preparação para Euro, naqueles amistosos meia-bocas que a Alemanha fez, não queria Podolski no time titular. E não é que ele está jogando demais? Tanto no meio, como atuou nos três primeiros jogos, como no ataque, sua posição de origem e a do duelo contra Portugal.

Gomez perdeu de vez sua vaga no time. Também, né… cada gol que ele perdeu. E Kuranyi, que eu gostaria muito de ver jogando, vê suas chances de mostrar serviço diminuirem cada vez mais.

A seleção precisa tomar cuidado com o que a imprensa por lá irá falar. A classificação sobre Portugal inevitavelmente coloca a Alemanha como favorita contra Croácia ou Turquia. E isso é perigoso. Muito perigoso.

Atuações

Lehmann: Pegou bolas fáceis, e quando eram difíceis, tomou. Pelo menos saiu bem do gol nos cruzamentos. 6,0
Friedrich: Ganhou definitivamente a vaga na lateral-direita. Foi bem na defesa e apareceu pouco no ataque. 6,5
Metzelder: Um gigante na zaga. Ainda arriscou boas subidas para o ataque. 7,0
Mertesacker: Seguro como sempre e vem melhorando a cada jogo. 6,0
Lahm: Não sei o que acontece com ele. Está muito tímido. Pouco aparece no ataque, que é seu forte, e fica sumido no campo de defesa. 5,5.
Rolfes: Entrou numa gelada, no luagr do lesionado Frings, e deu conta do recado. Além da conta, inclusive. 7,0
Hitzlsperger: Surpresa no time titular e não comprometeu. Fez a dele no meio-campo. 6,0
Ballack: Seu melhor jogo na Euro. Foi malandro ao empurrar o zagueiro adversário no terceiro gol alemão. 7,5.
Schweinsteiger: Dá o moto-rádio pra ele. Jogou demais. Participou de todos os gols fo time. Agora sim, Low, está provado que ele não pode sair do time? 8,5
Podolski: Um inferno para zaga de Portugal. Caiu bem pela esquerda e sempre levava vantagem sobre os marcadores. 8,0
Klose: Correu bastante, mas ainda está devendo. Guardou o seu, e isso é o que importa. 6,5
Borowski: Entrou meio perdidão no jogo e não deu a mesma consistência de quando o time estava sem ele. 5,5
Fritz: Melhorou o poder de marcação da equipe no meio. 6,0
Jansen: Cinco minutos para ganhar o bicho. Sem nota

Autor: Tags:

terça-feira, 17 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha, Vídeos | 11:25

Eurocopa em 3D

Compartilhe: Twitter

O jornal alemão Bild disponibiliza em seu site, sempre após partidas da seleção, uma ferramenta muito bacana em 3D, com os gols e alguns lances do jogo. Quem joga Winning Eleven vai adorar, porque é bastante parecido.

Se você não assistiu ao gol de Ballack contra a Áustria e ao incrível gol perdido por Mario Gomez em cima da linha, veja na animação em diversos angulos. CLIQUE AQUI.

*Ainda não descobri uma maneira de colocar esses vídeo direto no blog, assim como faço com os vídeos do YouTube. Se alguém souber e quiser me dar essa luz, agradeço :)

Autor: Tags:

segunda-feira, 16 de junho de 2008 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 18:46

Apenas o suficiente

Compartilhe: Twitter

Mais uma apresentação abaixo da média, uma vitória magra sobre a fraca Áustria, mas a classificação para as quartas da Euro foi confirmada. Agora, Portugal, na quinta-feira. E precisa melhorar bastante se quiser continuar na briga pelo tetra, porque do outro lado estará Cristiano Ronaldo.

Contra os austríacos, a Alemanha até que começou bem, sufocando os donos da casa em seu campo de defesa. Tanto que numa das boas investidas, Klose deu um gol feito para Mario Gomez, mas o atacante do Stuttgart, pra variar, perdeu embaixo da linha (foto ao lado). Incrível!

Por que não colocar Kuranyi? Ou dar uma chance para o veterano Neuville? Além dos atacantes, Trochowski é um nome que poderia mudar a cara do time alemão.

O gol da vitória foi marcado por Ballack, num chutaço de fora da área, um golaço. Mas num todo, a seleção não foi bem. Em certos momentos levou pressão da Áustria, que só não empatou porque a dupla de zaga estava bem postada e conseguiu se virar bem.

Joachim Low fez uma mudança na equipe que começou as duas primeiras partidas. Jansen perdeu a vaga no time titular para Friedrich, passando Lahm para a lateral-esquerda. Houve uma melhora, mas não o suficiente para empolgar.

Atuações

Lehmann – Pouco exigido, mas demonstrou uma confiança maior. 6,5
Friedrich – Entrou na vaga de Jansen e, pelo menos, marcou melhor. 6,0
Metersacker – Jogou bem, seguro na defesa. 7,0
Metzelder – O melhor da Alemanha em campo. Conseguiu bloquear bem os ataques adversários, tanto pelo alto, quanto por baixo. 7,5
Lahm – Discreto. Não mostrou o futebol que sabe jogar. 6,0
Fritz – Parecia perdido, se enrolou em alguns lances e quase complicou no meio-campo alemão. 5,5
Frings – O mais regular do time. Corre demais, marca bem, não cansa. Mais uma vez ganhou a intermediária. 7,0
Ballack – Seu futebol começa a aparecer na Euro. Nesta segunda fez um golaço e comandou quase todos os ataques alemães. 7,5
Podolski – Era dúvida antes da partida, mas entrou e foi bem. Parece que jogar mais no meio é sua posição ideal. 7,0
Klose – Um artilheiro consagrado que não marca gols há 3 partidas não pode estar bem. De novo ficou devendo, apesar do esforço. 6,0
Mario Gomez – Perdeu um gol inacreditável. E nem se esforçou muito para se redimir. Merece perder a posição de titular. 4,0
Hitzlspeger – Apenas regular, sem comprometer. Mal apareceu na partida. 6,0
Neuville – A correria de sempre. Entrou quase no fim, só para prender a bola no ataque. Precisa de mais chances, porque é bom e veterano, o que pode ser importante em determinados momentos. 6,5
Borowski – Entrou faltando 2 minutos e nem tocou na bola. Sem nota


Que venha Portugal

Autor: Tags:

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última