Publicidade

quarta-feira, 23 de julho de 2008 Supercopa da Alemanha | 21:42

A vingança amarela

Compartilhe: Twitter

O Borussia Dortmund jogou melhor, com mais garra, com mais coração, e venceu o Bayern de Munique por 2 a 1 na decisão da Supercopa da Alemanha. Para o time aurinegro o título valeu demais, já que a equipe não vencia nada desde 2002, e muito também para apagar a campanha pífia do último Alemão. Já para o Bayern, tanto fazia se ganhasse ou perdesse, por isso que os jogadores bávaros pouco se abalaram após a partida.

O Borussia ainda teve a vantagem de jogar em casa, no Westfalen Stadium, com o apoio de sua fanática torcida – um das mais eletrizantes do mundo -, e quis resolver logo no primeiro tempo. Kuba fez o primeiro dos mandantes aos 28 de jogo, numa falha bisonha de Lell. O segundo foi de Hajnal, numa bela cobrança de falta. A primeira etapa foi toda amarela. O Bayern tentou chegar algumas vezes, mas não assustou o gol do time de Dortmund. Klose e Toni apagadíssimos.

Na volta do intervalo, e com Podolski na vaga de Toni, o Bayern resolveu que queria assustar um pouco. Mas só um pouco mesmo. A boa surpresa Mehmet Ekici diminuiu para os visitantes, que ainda tentaram pressionar atrás do gol de empate, mas as tentativas eram só no chuveirinho, e ficava fácil para a zaga do Borussia. A falta de criatividade e, principalmentem, de ritmo de jogo dos atletas, deixou o jogo monótono em grande parte da segunda etapa. Melhor para o Borussia, que ficou com a taça.

E desde que saiu a tabela da Bundesliga, sempre deixei claro que aposto no time de Dortmund como um dos candidatos ao título alemão desta temporada, ao lado de Bayern e Werder. E vai começar.

Borussia Dortmund
Weindefeller, Rukavina, Hummels, Subotic e Dede; Kehl, Kuba (Kruska), Buckley (Kringe) e Hajnal (Federico); Klimowicz e Sadrijaj.

Bayern de Munique
Rensing, Lell, Lúcio, Demichelis e Ngwenya; Van Bommel, Ottl, Ekici e Schweinsteiger (Kroos); Klose (Van Buyten) e Toni (Podolski)


Aliás, linda essa camisa do Borussia, heim?!

Autor: Tags: ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.