Publicidade

Posts com a Tag Lars Bender

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção da Alemanha | 10:13

Prévia de Alemanha x Irlanda: Para carimbar o passaporte

Compartilhe: Twitter


Uma vitória simples. É disso que a Alemanha precisa nesta sexta-feira, diante da Irlanda, para carimbar de vez o seu passaporte para a Copa do Mundo de 2014. E, para variar, a equipe tem muitos desfalques para o duelo. Os irmãos Lars e Sven Bender e o meia Marco Reus foram desconvocados por conta de lesão, enquanto Mario Gomez, Klose, Podolski, Schmelzer e Gündogan não foram nem chamados pelo mesmo motivo. Joachim Löw convocou Westermann.

► Veja a agenda de jogos completa da Alemanha

Quando: 11/10/2013, sexta-feira
Onde: Rhein-Energie-Stadion, em Colônia
Porque: Eliminatórias da Copa 2014
Horário: 15h45 (de Brasília)
Ao vivo na TV: Sportv

A dúvida na escalação é no ataque. Sem Klose e Gomez, o treinador não sabe se coloca Kruse como centroavante ou se adianta Thomas Müller como o famoso “falso 9”, como vem fazendo em alguns jogos do Bayern. Se Kruse jogar, Kroos perde a vaga para Müller no meio de campo. O time inicial deve ser esse: Neuer, Lahm, Mertesacker, Boateng e Jansen; Khedira, Schweinsteiger, Özil, Draxler e Müller; Kruse (Kroos).

Palpite? Alemanha vence, claro, por uns 4 a 0. E com show de Özil, que vive uma ótima fase e está bastante motivado com seu bom início de jornada no Arsenal.

Osso duro de roer

Ao longo de toda história, Alemanha e Irlanda se enfrentaram 17 vezes. E o retrospecto não é tão favorável assim para os alemães, que venceram oito jogos, perderam cinco e empataram outros quatro – foram 31 gols a favor dos germânicos e 22 contra. Ou seja, um certo equilíbrio entre as seleções.

E em meses de outubro, a Irlanda leva vantagem. Nos quatro jogos que as equipes fizeram no mês dez, os irlandeses venceram dois, com uma vitória da Alemanha – justamente no primeiro turno das eliminatórias, no ano passado -, com outro empate registrado.

Cartaz do jogo amistoso de 1936, que terminou Irlanda 5 x 2 Alemanha

Cartaz do jogo amistoso de 1936, que terminou Irlanda 5 x 2 Alemanha

Confira alguns desses duelos:

Último jogo e maior vitória alemã
12/10/2012 – Eliminatórias Copa 2014
Irlanda 1 x 6 Alemanha, em Dublin-IRL

Primeiro jogo
08/05/1935 – Amistoso
Alemanha 3 x 1 Irlanda, em Dortmund-ALE

Maior derrota alemã
17/10/1936  – Amistoso
Irlanda 5 x 2 Alemanha, em Dublin-IRL

Em Copa do Mundo
05/06/2002 – Fase de grupos
Alemanha 1 x 1 Irlanda, em Ibaraki-JAP

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 14 de agosto de 2013 Amistosos, Seleção da Alemanha | 18:09

Defesa falha, e Alemanha sofre para empatar com Paraguai

Compartilhe: Twitter

Com um primeiro tempo inseguro da defesa, mas muito bom no ataque, a Alemanha empatou com o Paraguai por 3 a 3, em Kaiserslautern, nesta quarta-feira, no primeiro amistoso da temporada europeia. Hummels e Khedira falharam nos tentos do rival, mas o setor ofensivo funcionou e salvou a equipe de uma derrota em casa.

► Clique aqui e confira a agenda de jogos completa da Alemanha

A Alemanha começou devagar, quase parando, e levou dois gols antes dos 15 minutos de jogo. Aos nove, o paraguaio Nuñez recebeu lançamento em profundidade, apareceu livre nas costas de Hummels e fuzilou o goleiro Neuer. Quatro minutos mais tarde, Neuer cortou mal um cruzamento, Khedira errou o passe na entrada da área e Pittoni ampliou para os visitantes.

Neuer não conseguiu parar o Paraguai

Ninguém acreditava. Era o lanterna das eliminatórias sul-americanas ensaiando uma goleada para cima da Alemanha, dentro de Kaiserslautern.

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Mas aí o time germânico colocou a bola no chão e passou a jogar do jeito que gosta. Depois de perder duas boas chances com Klose e Özil, a Nationalelf diminuiu com Gündogan, que acertou um belo chute colocado no canto do goleiro Villar. Isso aos 18 minutos. Mais tarde, aos 31, Hummels acertou um longo e perfeito lançamento para Müller, o meia-atacante dominou com estilo, ficou cara a cara com o arqueiro paraguaio e deixou tudo igual.

A Alemanha ainda perdeu dois gols com Reus, que ficou na frente do goleiro do Paraguai e não conseguiu marcar, e depois foi castigada ao levar o terceiro gol aos 46. Hummels levou outra bola nas costas – com o perdão do trocadilho -, o experiente Roque Santa Cruz recebeu na área e só rolou para Samudio, livre, marcar. Mertesacker chegou atrasado no lance.

Na segunda etapa, Joachim Löw arrumou o sistema defensivo colocando Boateng na vaga do lento Mertesacker. E melhorou  muito, tanto que o Paraguai mal chegou ao ataque e Neuer foi um mero espectador. Se a zaga ficou mais protegida, o poderio ofensivo piorou demais em relação aos primeiros 45 minutos.

► Curta página do Blog do Alemão no Facebook

Foram poucas chances (uma com Özil e outra com Mario Gomez) até o gol de empate, anotado por Lars Bender aos 30 minutos. A jogada começou com o próprio volante, que chutou de fora da área e exigiu uma boa defesa do goleiro adversário. No rebote, Podolski cruzou, Gomez errou a finalização e a bola sobrou para Bender ajeitar no peito e soltar a bomba. Um golaço. Nos últimos minutos, na base do abafa, a Alemanha desperdiçou mais algumas oportunidades com Boateng e Jansen.

Müller marcou o segundo gol alemão

Tirando a falha no segundo gol paraguaio, Khedira teve uma excelente atuação. Marcou muito no meio de campo e deu qualidade no passe. Os outros destaques alemães foram Bender, Müller e Lahm. Já o zagueiro Hummels, que não foi bem no primeiro tempo, melhorou na etapa complementar e demonstrou a costumeira segurança.

No meio de campo, Özil não tirou o pijama e errou alguns passes. Enquanto isso, Gündogan, autor do primeiro gol, estava bem no duelo até se machucar e sair do jogo ainda no primeiro tempo. E, assim como Özil, Reus não fez uma boa apresentação, perdendo dois gols na cara do goleiro. Podolski entrou e deu mais velocidade ao time pelo lado esquerdo.

Lá na frente, Klose não conseguiu marcar e perdeu mais uma chance de alcançar o recorde de Gerd Müller na artilharia da seleção. Fica para a próxima. E Mario Gomez, que entrou no seu lugar, teve apenas um bom lance de perigo, numa cabeçada. Foi só.

Próximo jogo da Alemanha será no dia 6 de setembro, na Allianz Arena, em Munique, pelas eliminatórias da Copa de 2o14. O adversário será a Áustria. Quatro dias depois, o time viaja até Ilhas Faroe para duelar contra os anfitriões.

Notas dos jogadores

Neuer 5,0, Lahm 8,0, Mertesacker 4,0 (Boateng 6,0), Hummels 5,5 e Schmelzer 6,5 (Jansen 6,5); Khedira 7,5, Gündogan 7,0 (Lars Bender 7,5), Özil 6,0, Reus 5,5 (Podolski 6,5) e Müller 7,5 (Schürrle Sem nota); Klose 6,5 (Mario Gomez 5,5)

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 29 de maio de 2013 Amistosos, Seleção da Alemanha | 17:27

Ótimo primeiro tempo, péssimo segundo

Compartilhe: Twitter

Sem os jogadores de Bayern de Munique, Borussia Dortmund e Real Madrid (Özil e Khedira), além de Klose, a Alemanha conseguiu uma boa vitória por 4 a 2 diante do Equador, em amistoso realizado nos Estados Unidos. Todos os gols da seleção reserva foram anotados no primeiro tempo – Podolski e Lars Bender marcaram duas vezes cada. E o goleirão Adler brilhou lá atrás. Mas o time não foi bem, em especial na etapa final.

► Clique aqui e confira a agenda de jogos completa da Alemanha

Os alemães começaram com tudo e deram uma ótima impressão. Logos aos 9 segundos (sim, SEGUNDOS), Podolski roubou a bola do zagueiro equatoriano e chutou por baixo do goleiro Banguera, abrindo o placar. E olha que quem deu a saída de bola foi o time sul-americano. Na sequência, aos quatro minutos de jogo, Sidney Sam deu um belo passe para Lars Bender ampliar.

O início fulminante não parou por aí. Aos 17 minutos, ótima trama de ataque pela esquerda e passe de Kruse para Podolski fuzilar e anotar o terceiro gol germânico. Aos 24, Lars Bender arriscou de fora da área e anotou o 4º gol da Nationalelf, seu segundo no duelo. Era um baile até então.

Adler faz uma de suas defesas

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Depois dos 30 minutos, o Equador conseguiu igualar as ações e passou a atacar mais, exigindo boas defesas de Adler e enfiando, inclusive, uma bola no travessão. A mini-pressão surtiu efeito e quando o cronômetro marcava 44 minutos, Valencia recebeu livre na área e diminuiu.

O segundo tempo foi totalmente diferente do primeiro. A Alemanha simplesmente não jogou. Mais entrosado, o Equador partiu para cima e acuou o time de Joachim Löw no campo de defesa. Era um ou outro contra-ataque bem encaixado, mas sem oferecer perigo ao rival.

► Curta página do Blog do Alemão no Facebook

A segunda metade da partida foi um verdadeiro bombardeio para cima de Adler, que se virou do jeito que pôde e fez milagre com defesas espetaculares. Neuer que abra o olho, hein? Joachim Löw deve ter saído bem satisfeito com o goleiro do Hamburgo. Nos minutos finais, Ayovi cobrou falta da direita e marcou o 2º dos equatorianos, decretando o placar final.

Além do arqueiro, outros três jogadores aproveitaram bem a chance – analisando o primeiro tempo, claro, porque no segundo o time todo não atuou bem. Um deles é Podolski, que foi bem pela esquerda, voluntarioso e autor de dois gols. Lars Bender também anotou duas vezes e agradou. Já Sidney Sam, que fez sua estreia com a camisa tricampeã mundial, deu conta do recado e tomou conta do meio de campo ofensivo. Grande partida do jogador do Leverkusen.

Mertesacker também fez um bom jogo, assim como Jansen pela esquerda. Já Höwedes, atuando como lateral direito, ficou devendo. Ele não rende nunca nessa posição e só o treinador não consegue ver. Westermann esteve numa tarde desastrosa, perdeu quase todos os lances. Draxler e Kruse também ficaram abaixo da média.

Próximo jogo da Alemanha é no domingo, dia 2 de junho, contra os Estados Unidos.

Notas dos jogadores:

Adler 9,0, Höwedes 4,0, Mertesacker 7,0, Westermann 5,0 e Jansen 6,5; Neustädter 5,5 (Reinartz 5,0), Lars Bender 8,0 (Wollscheid Sem nota), Sidney Sam 8,0 (Schürrle 6,0) e Draxler 5,5 (Hunt 5,5); Podolski 8,5 (Nicolai Müller Sem nota) e Kruse 6,0 (Aogo Sem nota)

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 21 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 09:53

Prévia de Alemanha x Grécia. Começa o mata-mata!

Compartilhe: Twitter

Daqui pra frente, todo jogo é decisão. Perdeu, já era. E a Alemanha tem uma parada duríssima nas quartas de final da Euro 2012. Não que a Grécia seja uma seleção extraordinária e com vários craques. Longe disso. Mas é muito perigosa, principalmente nas bolas aéreas no ataque, e ainda sabe se defender como nenhuma outra equipe. Ganhou assim a competição de 2004, mas a ideia é que fique pelo caminho na atual edição.

Veja a agenda de jogos da seleção alemã

Quando: 22/06/2012, sexta-feira
Onde: Arena Gdansk, em Gdansk (POL)
Porque: Euro 2012 – quartas de final
Horário: 15h45 (de Brasília)
Na TV: Sportv e Band (ao vivo)

Dizem lá na Alemanha que o técnico Joachim Löw pensa seriamente em trocar seu centroavante para este duelo, colocando Klose no lugar de Mario Gomez. Isso porque o experiente atacante se movimenta mais no setor ofensivo e seria uma opção mais interessante contra o ferrolho grego. Gomez joga mais plantado na área e não tem tanta qualidade quando sai para buscar jogo.

Será?

Eu não acho que o comandante vá alterar a equipe justamente no mata-mata, mas vamos aguardar. Se fosse eu, manteria o Gomez, até porque está com moral e lidera a artilharia da Eurocopa. Depois, dependendo, já dá para colocar Klose no intervalo. Na lateral direita, a dúvida é entre Bender e Boateng. O time deve ter Neuer, Boateng (Bender), Hummels, Badstuber e Lahm; Khedira, Schweinsteiger e Özil; Müller, Podolski e Gomez (Klose).

Só lembrando que Klose é o único remanescente alemão do último jogo entre as duas seleções, há mais de 11 anos. Em 2001, ele entrou no segundo tempo da partida e, inclusive, marcou um dos gols da vitória por 4 a 2, fora de casa, pelas eliminatórias para Copa de 2002.

Palpite de 2 a 0 sofrido para Alemanha, gols de Podolski e o atacante que for titular – Gomez ou Klose.

Retrospecto favorável

Alemanha e Grécia já se enfrentaram oito vezes na história, com cinco vitórias alemãs e três empates. Curiosamente, apenas um desses jogos foi amistoso – os outros sete duelos foram por competições oficiais, seja Eurocopa ou eliminatórias de Copa do Mundo. A Nationalelf fez 17 gols e sofreu apenas sete.

Veja abaixo todos os duelos entre as seleções:

Klose fez um gol no último jogo, em 2001

Eliminatórias para Copa do Mundo
28/03/2001 – Em Atenas (GRE)
Grécia 2 x 4 Alemanha

Eliminatórias para Copa do Mundo
02/09/2000 – Em Hamburgo (ALE)
Alemanha 2 x 0 Grécia

Fase de grupos da Eurocopa
17/06/1980 – Em Turim (ITA)
Alemanha 0 x 0 Grécia

Eliminatórias para Eurocopa
11/10/1975 – Em Düsseldorf (ALE)
Alemanha 1 x 1 Grécia

Eliminatórias para Eurocopa
20/11/1974 – Em Piraeus (GRE)
Grécia 2 x 2 Alemanha

Amistoso
22/11/1970 – Em Atenas (GRE)
Grécia 1 x 3 Alemanha

Eliminatórias para Copa do Mundo
22/10/1961 – Em Augsburg (ALE)
Alemanha 2 x 1 Grécia

Eliminatórias para Copa do Mundo
20/11/1960 – Em Atenas (GRE)
Grécia 0 x 3 Alemanha

Autor: Tags: , , , , , , , ,

domingo, 17 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 23:02

Escalação histórica garante a campanha 100%

Compartilhe: Twitter

Mais uma grande vitória da seleção da Alemanha na Euro 2012, campanha 100% na fase de grupos e classificação garantida à próxima fase do torneio. O triunfo por 2 a 1 diante da Dinamarca, em Lviv, na Ucrânia, deixou a Nationalelf em primeiro no grupo B e agora o adversário nas quartas de final será a Grécia, segunda colocada da chave A, na próxima sexta-feira, dia 22 de junho.

Veja a agenda de jogos completa da seleção da Alemanha

Sem Boateng, suspenso, Joachim Löw escalou Lars Bender pela direita, fato que entrou para história do futebol alemão. A média de idade dos atletas que começaram jogando foi de 25 anos e 107 dias, número que corresponde à escalação mais jovem da seleção germânica em toda história da Eurocopa. Isso mostra a renovação constante pela qual a equipe vem passando recentemente.

Por falar em Bender, o jogador do Bayer Leverkusen foi muito bem na partida. Não sei se Boateng retorna ao time titular, hein?

O jogo começou bom para a Alemanha, que pressionou a Dinamarca e abriu o placar logo aos 19 minutos, com Podolski. Müller fez jogada pela esquerda, cruzou para área, a bola passou por Mario Gomez e sobrou para o camisa 10 fuzilar de perna direita. Contestado pelas atuações abaixo do esperado, Poldi completou 100 partidas com a camisa da Alemanha e marcou seu 44º gol. Uma marca bastante expressiva, diga-se de passagem.

Cinco minutos depois, a zaga alemã bobeou e a Dinamarca empatou com Krohn-Dehli. Com apenas 1,70m de altura, o baixinho subiu mais que todos os defensores e marcou de cabeça.

No segundo tempo, a Alemanha caiu de produção e quase levou a virada em duas oportunidades. Aliás, se levasse o segundo gol, os germânicos estariam eliminados da competição, já que perderiam de Dinamarca e Portugal nos critérios de desempate dentro do empate triplo.

Time alemão mais jovem em Euros

Mas, faltando dez minutos para o fim do duelo, Bender coroou sua boa atuação com um gol de oportunismo e selou a classificação. Özil puxou contra-ataque e tentou passar para Klose, mas atacante não alcançou. A  bola então sobrou para Bender, que apareceu como elemento surpresa por trás da zaga dinamarquesa para finalizar.

Além de Bender, destaques também para as performances de Hummels, mais uma vez seguro e ganhando de vez a posição na defesa, Özil, comandando o meio de campo com muita criatividade e lucidez, o que havia faltado contra a Holanda, e Khedira, muito bem na contenção e sempre aparecendo com perigo no ataque. Quase deixou sua marca.

Podolski e Müller tiveram boas atuações, assim como Lahm e Badstuber. Já Schweinsteiger não foi nem sombra daquele que brilhou contra a Holanda, bem abaixo da média. Mario Gomez também. O atacante não teve muitas oportunidades para marcar e muitas vezes saiu da área para buscar jogo, mas a bola queimava nos seus pés. Klose e Schürrle entraram no segundo tempo e foram de regular para bom.

Notas dos jogadores:

Neuer 6,5, Bender 7,0, Hummels 8,0, Badstuber 6,5 e Lahm 7,0; Khedira 7,5, Schweinsteiger 6,0 e Özil 7,5; Müller 7,0 (Kroos Sem nota), Podolski 7,0 (Schürrle 6,5) e Mario Gomez 6,0 (Klose 6,5).

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 15 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 10:25

Prévia de Alemanha x Dinamarca. Rumo às quartas!

Compartilhe: Twitter

Para confirmar a liderança do grupo B e a classificação às quartas de final da Euro 2012, a Alemanha encara a Dinamarca neste domingo precisando apenas de um empate para cumprir o objetivo. E para esse duelo, o técnico Joachim Löw não poderá contar com Boateng, suspenso por ter acumulado dois cartões amarelos nos dois primeiros jogos da equipe no torneio.

Veja a agenda de jogos da seleção alemã

Quando: 17/06/2012, domingo
Onde: Arena Lviv, em Lviv (UCR)
Porque: Euro 2012 – fase de grupos
Horário: 15h45 (de Brasília)
Na TV: Sportv 2 (ao vivo)

A vaga na lateral direita deverá ser ocupada por Lars Bender e o restante do time será o mesmo que começou os confrontos diante de Portugal e Holanda, com Mario Gomez no ataque. Não tem nem como cogitar a entrada de Klose depois dos três gols anotados por Super Mario até aqui. A equipe terá Neuer, Bender, Hummels, Badstuber e Lahm; Khedira, Schweinsteiger e Özil; Müller, Podolski e Gomez.

Aliás, Löw poderia dar uma chance para Reus ou Götze neste jogo, não? Podolski ainda não conseguiu fazer uma boa partida e já está merecendo esquentar um banco de reservas. Quem sabe isso não seja bom para ele. Müller também está abaixo da expectativa e é outro candidato a deixar a equipe se não melhorar.

Palpite? Vitória por 2 a 0 está de bom tamanho, gols de Gomez e Khedira. Sim, Khedira =)

Histórico, números e curiosidades

– Foram 25 jogos entre Alemanha e Dinamarca
– Alemanha venceu 14 vezes
– Dinamarca triunfou em 8 partidas
– Aconteceram 3 empates
– Os alemães fizeram 51 gols e sofreram 35
Todos os 25 jogos tiveram gols
– A Dinamarca venceu os três primeiros duelos na história do confronto
– Aconteceram 5 jogos em meses de junho, com 3 vitórias alemãs e 2 dinamarquesas
– A cidade de Copenhague é a que mais recebeu o duelo: 11 jogos
– Duas partidas foram em Eurocopas
Apenas um jogo aconteceu em Copa do Mundo

Primeiro jogo
06/10/1912 – Amistoso em Copenhague (DIN)
Dinamarca 3 x 1 Alemanha

Alemanha x Dinamarca já foi final de Euro

Último jogo
11/08/2010 – Amistoso em Copenhague (DIN)
Dinamarca 2 x 2 Alemanha

Maior vitória alemã
16/05/1937 – Amistoso em Breslau (POL)
Alemanha 8 x 0 Dinamarca

Jogo com mais gols
07/09/1930 – Amistoso em Copenhague (DIN)
Dinamarca 6 x 3 Alemanha

Duelo mais importante
26/06/1992 – Final da Eurocopa em Gotemburgo (SUE)
Dinamarca 2 x 0 Alemanha

Em Copa do Mundo
13/06/1986 – Fase de grupos em Querétaro (MEX)
Alemanha 0 x 2 Dinamarca

Autor: Tags: , , , , , , , ,

domingo, 27 de maio de 2012 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 22:51

Quem volta pra casa?

Compartilhe: Twitter

Como todos sabemos, a seleção da Alemanha que se prepara para disputa da Euro 2012 teve 27 jogadores pré-convocados. Porém, apenas 23 deles serão inscritos na competição. O técnico Joachim Löw só vai anunciar na próxima terça-feira, 29 de maio, quais serão esses quatro atletas cortados, mas parece que ele já deu uma boa pista.

Veja a agenda de jogos completa da seleção alemã

No amistoso contra a Suíça, que terminou com derrota por 5 a 3, Draxler, Sven Bender, Lars Bender e Ter Stegen usaram as camisas com os números 24, 25, 26 e 27, respectivamente.

Seria um indício?

Questionado sobre o assunto, Löw disse que “isso não quer dizer nada”.

Vale lembrar que antes da Euro de 2008, Jermaine Jones, Patrick Helmes e Marko Marin usaram os números 24, 25 e 26 no amistoso contra a Bielorrússia, alguns dias antes do técnico informar a decisão dos atletas cortados, e justamente eles ficaram de fora do torneio.

Saberemos em breve. Mas devem ser esses mesmo. O que você acha?

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

sexta-feira, 4 de novembro de 2011 Amistosos, Bundesliga, Seleção da Alemanha | 12:19

Convocação da seleção e a rodada da Bundesliga

Compartilhe: Twitter

Rápido e rasteiro, a convocação da seleção alemã para os amistosos contra Ucrânia e Holanda, dias 11 e 15 de novembro, respectivamente. Joachim Löw chamou os mesmos jogadores da última lista e mudou apenas dois nomes. Schweinsteiger, machucado, dá lugar a Lars Bender, enquando Philipp Lahm, poupado, sai para a entrada de Schmelzer. Além deles, o goleiro Neuer também ganhou uma folga. Com isso, só dois goleiros vão para os duelos.

Veja a relação de nomes:

Goleiros: Tim Wiese (Werder Bremen), Ron-Robert Zieler (Hannover), Manuel Neuer (Bayern de Munique) **Neuer só para o jogo contra a Holanda

Defensores: Benedikt Höwedes (Schalke), Per Metersacker (Arsenal-ING), Marcel Schmelzer (Borussia Dortmund), Holger Badstuber (Bayern de Munique), Dennis Aogo (Hamburgo), Mats Hummels (Borussia Dortmund), Jerome Boateng (Bayern de Munique)

Meio-campistas: Lars Bender (Bayer Leverkusen), Sami Khedira (Real Madrid-ESP), Mesut Özil (Real Madrid-ESP), Christian Träsch (Wolfsburg), Toni Kroos (Bayern de Munique), Mario Götze (Borussia Dortmund), Marco Reus (Borussia M’gladbach), Simon Rolfes (Bayer Leverkusen)

Atacantes: Miroslav Klose (Lazio-ITA), Lukas Podolski (Colônia), Mario Gomez (Bayern de Munique), Cacau (Stuttgart), Thomas Müller (Bayern de Munique), Andre Schürrle (Bayer Leverkusen)

Agora, a rodada da Bundesliga. E, mais rápido do que nunca, os palpites:

Sexta-feira, 4 de novembro
Mainz 1 x 2 Stuttgart (17h30 – ESPN)

Sábado, 5 de novembro
Borussia Dortmund 3 x 1 Wolfsburg (12h30 – ESPN Brasil)
Hertha Berlim 2 x 1 Borussia M’gladbach
Hoffenheim 4 x 2 Kaiserslautern
Nuremberg 2 x 0 Freiburg
Werder Bremen 2 x 0 Colônia
Bayer Leverkusen 2 x 1 Hamburgo (15h30 – Esporte Interativo)

Domingo, 6 de novembro
Hannover 2 x 2 Schalke
Augsburg 0 x 3 Bayern de Munique (14h30 – ESPN HD e Esporte Interativo)

Autor: Tags: , , , , , , , ,