Publicidade

Posts com a Tag Lukas Podolski

quarta-feira, 29 de maio de 2013 Amistosos, Seleção da Alemanha | 17:27

Ótimo primeiro tempo, péssimo segundo

Compartilhe: Twitter

Sem os jogadores de Bayern de Munique, Borussia Dortmund e Real Madrid (Özil e Khedira), além de Klose, a Alemanha conseguiu uma boa vitória por 4 a 2 diante do Equador, em amistoso realizado nos Estados Unidos. Todos os gols da seleção reserva foram anotados no primeiro tempo – Podolski e Lars Bender marcaram duas vezes cada. E o goleirão Adler brilhou lá atrás. Mas o time não foi bem, em especial na etapa final.

► Clique aqui e confira a agenda de jogos completa da Alemanha

Os alemães começaram com tudo e deram uma ótima impressão. Logos aos 9 segundos (sim, SEGUNDOS), Podolski roubou a bola do zagueiro equatoriano e chutou por baixo do goleiro Banguera, abrindo o placar. E olha que quem deu a saída de bola foi o time sul-americano. Na sequência, aos quatro minutos de jogo, Sidney Sam deu um belo passe para Lars Bender ampliar.

O início fulminante não parou por aí. Aos 17 minutos, ótima trama de ataque pela esquerda e passe de Kruse para Podolski fuzilar e anotar o terceiro gol germânico. Aos 24, Lars Bender arriscou de fora da área e anotou o 4º gol da Nationalelf, seu segundo no duelo. Era um baile até então.

Adler faz uma de suas defesas

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Depois dos 30 minutos, o Equador conseguiu igualar as ações e passou a atacar mais, exigindo boas defesas de Adler e enfiando, inclusive, uma bola no travessão. A mini-pressão surtiu efeito e quando o cronômetro marcava 44 minutos, Valencia recebeu livre na área e diminuiu.

O segundo tempo foi totalmente diferente do primeiro. A Alemanha simplesmente não jogou. Mais entrosado, o Equador partiu para cima e acuou o time de Joachim Löw no campo de defesa. Era um ou outro contra-ataque bem encaixado, mas sem oferecer perigo ao rival.

► Curta página do Blog do Alemão no Facebook

A segunda metade da partida foi um verdadeiro bombardeio para cima de Adler, que se virou do jeito que pôde e fez milagre com defesas espetaculares. Neuer que abra o olho, hein? Joachim Löw deve ter saído bem satisfeito com o goleiro do Hamburgo. Nos minutos finais, Ayovi cobrou falta da direita e marcou o 2º dos equatorianos, decretando o placar final.

Além do arqueiro, outros três jogadores aproveitaram bem a chance – analisando o primeiro tempo, claro, porque no segundo o time todo não atuou bem. Um deles é Podolski, que foi bem pela esquerda, voluntarioso e autor de dois gols. Lars Bender também anotou duas vezes e agradou. Já Sidney Sam, que fez sua estreia com a camisa tricampeã mundial, deu conta do recado e tomou conta do meio de campo ofensivo. Grande partida do jogador do Leverkusen.

Mertesacker também fez um bom jogo, assim como Jansen pela esquerda. Já Höwedes, atuando como lateral direito, ficou devendo. Ele não rende nunca nessa posição e só o treinador não consegue ver. Westermann esteve numa tarde desastrosa, perdeu quase todos os lances. Draxler e Kruse também ficaram abaixo da média.

Próximo jogo da Alemanha é no domingo, dia 2 de junho, contra os Estados Unidos.

Notas dos jogadores:

Adler 9,0, Höwedes 4,0, Mertesacker 7,0, Westermann 5,0 e Jansen 6,5; Neustädter 5,5 (Reinartz 5,0), Lars Bender 8,0 (Wollscheid Sem nota), Sidney Sam 8,0 (Schürrle 6,0) e Draxler 5,5 (Hunt 5,5); Podolski 8,5 (Nicolai Müller Sem nota) e Kruse 6,0 (Aogo Sem nota)

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 22 de março de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção da Alemanha | 16:53

Vitória fácil contra o Cazaquistão

Compartilhe: Twitter

Sem muitas dificuldades e em ritmo de treino, a Alemanha venceu o Cazaquistão por 3 a 0 nesta sexta-feira, em partida válida pelo grupo C das Eliminatórias para Copa de 2014, e garantiu a liderança isolada da chave. Schweinsteiger, Mario Götze e Thomas Müller anotaram os gols do triunfo germânico. O time jogou para o gasto, se poupou e não fez mais do que a obrigação, chegando aos 13 pontos.

► Clique e confira a agenda da Alemanha

Sem Mario Gomez, Reus e Klose, todos esperavam por Podolski ou até mesmo Schürrle no time titular, mas Joachim Löw surpreendeu e escalou o jovem Draxler entre os 11 iniciais. Porém, o atleta do Schalke deu um azar danado, levou uma pancada na cabeça e teve que sair com 19 minutos de partida. Uma pena, era a chance de mostrar um bom futebol e se firmar na equipe.

► Curta a página do Blog do Alemão no Facebook

Depois da saída de Draxler, a Alemanha resolveu fazer gol. Aos 20 minutos, Özil encontrou Schweinsteiger na área, o meia do Bayern dominou bonito e mandou no canto do arqueiro cazaque. Dois minutos mais tarde, Götze aproveitou um bate-rebate na área e só teve o trabalho de finalizar para a meta vazia, já que o goleiro ficou caído no gramado no lance.

No segundo tempo, a Nationalelf tirou o pé do acelerador e só administrou. Manuel Neuer, que tinha sido um mero espectador na etapa inicial, teve que trabalhar e fazer uma bela defesa num chute forte de Schmidtgal. Momentos antes, Konysbaev já havia acertado um petardo no travessão, para delírio da torcida que lotou o estádio em Astana.

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Aos 29 minutos, Thomas Müller tratou logo de acabar com a empolgação dos anfitriões e ampliou o placar após mais uma assistência de Özil. Aliás, o meia do Real Madrid jogou bem, a exemplo do que já tinha feito no amistoso diante da França, no mês passado. Melhor em campo.

Duas considerações finais. Não gosto da seleção sem um centroavante, sem uma referência lá no ataque. Tudo bem que Klose e Gomez não puderam jogar, mas Kiessling não merecia uma chance? Sem o tradicional camisa 9, a equipe perde um pouco a objetividade e toca demais a bola na entrada da área rival. Se fosse um adversário mais forte, seria muito difícil balançar as redes.

E o Podolski? Entrou antes dos 20 minutos de jogo e não fez nada. Ficou plantado ali no lado esquerdo, tentou algumas jogadas, alguns chutes, mas nada além. Por isso que foi preterido por Löw mesmo com tantos desfalques. Já Mario Götze, atuando mais avançado, fez o básico. Anotou um gol, mas pareceu um pouco displicente em alguns momentos.

Bom, na terça-feira que vem, dia 26 de março, tem mais Alemanha em campo. E novo contra o Cazaquistão. A partida que abre o returno da chave vai acontecer na cidade de Nuremberg, na Baviera. Mais uma vitória à vista.

Notas dos alemães:

Neuer 7,0, Lahm 6,5, Mertesacker 6,5, Höwedes 6,0 e Schmelzer 6,5; Khedira 7,0 (Gündogan Sem nota), Schweinsteiger 7,5, Özil 8,0 e Draxler Sem nota (Podolski 5,5); Götze 6,0 e Müller 6,5 (Schürrle Sem nota).

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 21 de março de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção da Alemanha | 08:28

Prévia de Cazaquistão x Alemanha

Compartilhe: Twitter

Para manter a ponta isolada do grupo C das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2014, a Alemanha tem dois duelos teoricamente fáceis contra o Cazaquistão pela frente. O primeiro jogo será nesta sexta-feira, fora de casa, e o segundo na terça-feira que vem, em Nuremberg. Os germânicos lideram a chave com 10 pontos, três a mais que a Suécia, 2ª colocada. Os cazaques têm só 1 ponto e estão em 5º e penúltimo na tabela.

Klose é o artilheiro alemão contra o Cazaquistão, mas não joga nestes dois duelos

► Clique e confira a agenda da Alemanha

Quando: 22/03/2013, sexta-feira
Onde: Astana Arena, em Astana-CAZ
Porque: Eliminatórias Copa de 2014
Horário: 15h (de Brasília)
Ao vivo na TV: Sportv

Joachim Löw tem alguns desfalques para esse duelo. Além de Klose e Hummels, que nem foram convocados, os meias Kroos, com dores no joelho, e Sven Bender, gripado, não atuam fora de casa e podem retornar no duelo de volta. Marco Reus, suspenso, também está fora do 1º jogo.

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Nos treinamentos, o comandante da Nationalelf indicou uma escalação sem centroavante fixo e com Podolski mais avançado. Com isso, Mario Gomez começaria no banco de reservas. Será? A conferir. O time que deve ir a campo é esse: Neuer, Lahm, Boateng, Mertesacker e Schmelzer; Khedira, Schweinsteiger, Götze e Özil; Müller e Podolski (ou Mario Gomez).

A obrigação é de vencer, então aposto em 3 a 0, gols de Müller (2) e  Khedira. E você?

► Curta a página do Blog do Alemão no Facebook

Alemanha 4 x 0 Cazaquistão, em 2011

Na história, a Alemanha enfrentou o Cazaquistão apenas duas vezes. E venceu ambas, com sete gols marcados e nenhum sofrido. Confira abaixo:

26 de março de 2011
Eliminatórias Euro 2012
Alemanha 4 x 0 Cazaquistão, em Kaiserslautern-ALE
Gols: Klose (2) e Thomas Müller (2)

12 de outubro de 2010
Eliminatórias Euro 2012
Cazaquistão 0 x 3 Alemanha, em Astana-CAZ
Gols: Klose, Podolski, Mario Gomez

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 Liga dos Campeões | 18:35

Bayern "engole" o Arsenal e encaminha vaga às quartas

Compartilhe: Twitter

O Bayern de Munique começou muito bem a fase de mata-mata da Champions League. Jogando na Inglaterra, o time alemão enfrentou o Arsenal no duelo de ida das oitavas de final e venceu por 3 a 1 – gols de Kroos, Müller e Mandzukic, com Podolski descontando para os anfitriões. Os dois times voltam a se enfrentar no dia 13 de março, uma quarta-feira, na Allianz Arena, em Munique.

Dá pra falar que os Bávaros já estão classificados? Para mim, sim!

► Curta a página do Blog do Alemão no Facebook

O primeiro tempo foi amplamente dominado pelo Bayern. Tanto que logo aos sete minutos, Müller cruzou da direita e encontrou Kroos na entrada da área. De primeira, o meia disparou um lindo chute para abrir o placar, calando o Emirates. Aos 21, Kroos cobrou o escanteio, Van Buyten subiu mais do que todo mundo e acertou uma forte cabeçada para defesa parcial do goleiro Szczesny, mas Müller estava ligado no rebote e apareceu para empurrar a bola para as redes.

Podolski cabeceia e marca para o Arsenal

Depois de fazer 2 a 0, o time alemão tirou o pé do acelerador e permitiu o crescimento do Arsenal, que aumentou seu volume de jogo, rondando a área de Neuer. Mas o arqueiro não correu muitos perigos.

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

A etapa final foi um pouco diferente. A equipe londrina voltou melhor, mais incisiva, e conseguiu diminuir com Podolski, de cabeça,a os dez minutos. Wilshere cobrou escanteio, o goleiro Neuer ficou no meio do caminho e o gol ficou aberto para o atacante alemão do Arsenal marcar. Vale ressaltar que o escanteio que originou o tento inglês não existiu. O juiz marcou tiro de canto, mas claramente foi tiro de meta, já que a bola desviou em Podolski no chute de Cazorla.

Mas enfim, Neuer falhou e foi gol.

Depois disso, o jogo ficou aberto. O Arsenal chegava com perigo e assustou algumas vezes, enquanto o Bayern se defendia como podia e apostava nos contra-ataques. E numa dessas jogadas, Robben passou para Lahm, que chegou à linha de fundo e cruzou para Mandzukic finalizar meio sem jeito, todo desequilibrado, mas finalizar para as redes e decretar o importante triunfo fora de casa.

Antes de terminar o post, queria também destacar a atuação da dupla de zaga formada por Dante e Van Buyten. O gigante belga se mostrou muito seguro e o brasileiro um verdadeiro monstro. Tirou todas!

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 18 de setembro de 2012 Liga dos Campeões | 17:56

Dortmund e Schalke estreiam com vitória na Champions

Compartilhe: Twitter

Os grandes arquirrivais do futebol alemão estrearam nesta terça-feira na fase de grupos da Liga dos Campeões e venceram. Com alguns momentos de dramaticidade, é verdade, mas o que vale são os três pontos na conta. Isso porque tanto Borussia Dortmund quanto Schalke desperdiçaram pênaltis nos seus jogos e quase se complicaram.

No Westfalenstadion, contra o Ajax, o Dortmund mandou em quase toda a partida. O primeiro tempo foi bastante equilibrado, mas na etapa final os Amarelos partiram para cima e pressionaram os holandeses. Aos 12 minutos do 2º tempo, Hummels perdeu um pênalti e o duelo parecia que terminaria empatado sem gols, quando, aos 42, Lewandowski recebeu na área, ganhou do zagueiro na força e soltou a bomba para decretar o triunfo por 1 a 0.

No outro jogo do grupo D, o Real Madrid conseguiu uma virada heróica contra o Manchester City, na Espanha, e lidera ao lado do Dortmund com três pontos.

Já o Schalke viajou até a Grécia e conseguiu um bom triunfo diante do Olympiacos. No 1º tempo, Höwedes colocou os Azuis-Reais na frente, mas numa bobeira da zaga na segunda etapa, os donos da casa empataram com Abdoun, aos 8 minutos. No lance seguinte, Huntelaar marcou e recolocou o Schalke em vantagem .

Na sequência, o atacante holandês teve a chance de ampliar o placar e deixar a equipe alemã mais tranquila no jogo, mas desperdiçou um pênalti. Não fez falta, porque a partida ficou mesmo em 2 a 1.

Ainda pela chave B, o Arsenal visitou o Montpellier na França e venceu também por 2 a 1, de virada, com direito a gol de Lukas Podolski. O time inglês lidera o grupo ao lado do Schalke, ambos com três pontos.

Lembrando que nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), o Bayern de Munique estreia na Champions contra o Valencia, na Allianz Arena.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 6 de setembro de 2012 Eliminatórias da Copa, Seleção da Alemanha | 09:45

Prévia de Alemanha x Ilhas Faroe: Jogo fácil?

Compartilhe: Twitter

Quanto vai ser Alemanha x Ilhas Faroe no primeiro jogo da Nationalelf pelas eliminatórias da Copa de 2014? Em conversa com alguns amigos, fiz essa pergunta e os palpites foram 5 a 0, 7 a 0, 12 a 1, 6 a 0… mas não é bem assim. Pelo menos na teoria.

Clique e confira a agenda de jogos completa da seleção da Alemanha

Friedrich comemora o gol de Klose no jogo de 2003

Na história, as duas seleções se enfrentaram apenas duas vezes. E foram duas partidas duríssimas. Na primeira, vitória apertada da Alemanha por 2 a 1; depois, mais um triunfo sofrido dos germânicos, dessa vez por 2 a 0, mas com os dois gols anotados só no final. (Veja mais abaixo as informações desses jogos)

Quando: 07/09/2012, sexta-feira
Onde: AWD Arena, em Hannover-ALE
Porque: Eliminatórias da Copa 2014
Horário: 15h45 (de Brasília)
Na TV: ESPN Brasil e Esporte Interativo (ao vivo)

Nesses únicos confrontos entre as equipes, o atacante Klose estava presente – inclusive, fez gol em ambos. E o experiente centroavante é o único remanescente dos duelos de 2002 e 2003 e deverá ser titular nesta sexta-feira.

Por falar no time titular, o técnico Joachim Löw já adiantou que Schmelzer e Reus começarão jogando o duelo em Hannover, deixando Boateng e provavelmente Podolski no banco de reservas. A única dúvida do comandante é no meio. Kroos sentiu um desconforto muscular no treino e pode ser poupado.

Com isso, os 11 iniciais devem ser: Neuer; Lahm, Hummels, Badstuber e Schmelzer; Lars Bender (Kroos), Khedira, Özil e Reus; Thomas Müller e Klose.

Ah, quer saber? Não tem essa de jogo complicado dessa vez. Alemanha 5 a 0 é meu palpite, com três de Klose, um de Reus e um de Hummels. E o seu pitaco?

Veja abaixo as informações dos únicos jogos entre as seleções:

ALEMANHA 2 x 1 ILHAS FAROE
16/10/2002 – Em Hannover (ALE) – Eliminatórias da Euro 2004

Escalação da Alemanha: Kahn, Arne Friedrich, Ramelow (Freier), Wörns e Jeremies; Schneider (Kehl), Hamann, Frings e Ballack; Jancker (Neuville) e Klose. Técnico: Rudi Völler

Gols:
ALEMANHA: Ballack aos 2′ do 1º tempo e Klose aos 14′ do 2º tempo
ILHAS FAROE: Arne Friedrich, contra, aos 45′ do 1º tempo

ILHAS FAROE 0 x 2 ALEMANHA
11/06/2003 – Em Torshavn (FAR) – Eliminatórias da Euro 2004

Escalação da Alemanha: Kahn (Rost), Arne Friedrich, Ramelow, Wörns e Jeremies (Klose); Kehl, Freier, Schneider e Rau (Hartmann); Bobic e Neuville. Técnico: Rudi Völler

Gols:
ALEMANHA: Klose aos 44′ do 2º tempo; Bobic aos 45′ do 2º tempo

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

segunda-feira, 13 de agosto de 2012 Amistosos, Supercopa da Alemanha, Vídeos | 14:52

Bayern campeão, e Podolski sem dó do Colônia

Compartilhe: Twitter

A temporada do futebol alemão começou oficialmente neste domingo com a disputa da Supercopa da Alemanha, na Allianz Arena. E deu Bayern de Munique sobre o Borussia Dortmund, 2 a 1, placar que garantiu o pentacampeonato do torneio aos Bávaros e que colocou fim ao jejum de cinco jogos sem ganhar do rival amarelo.

Com 11 minutos de partida, Mandzukic e Thomas Müller já haviam balançado as redes e colocado o Bayern na frente. O Dortmund só diminuiu no segundo tempo, com Lewandowski, mas o time de Munique conseguiu segurar a vitória para levantar a taça. Além da boa atuação de Mandzukic, ótima participação de Robben também. O holandês infernizou a defesa do BVB pelo lado direito.

Lembrando que a Bundesliga começa apenas no dia 24 de agosto, uma sexta-feira. E nesta semana já tem disputa da Copa da Alemanha – a DFB Pokal começa na sexta, dia 17, mas os grandes do país entram em campo somente no sábado e domingo.

Enquanto isso, o Colônia recebeu o Arsenal para um amistoso e levou uma sapatada de 4 a 0, com direito a dois gols do ídolo Lukas Podolski. O camisa 9 da equipe inglesa não hesitou em querer bater um pênalti contra seu time do coração e ainda marcou um outro belo tento.

Veja os gols no vídeo abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=WcfUq9_VVyk

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 9 de agosto de 2012 Amistosos, Seleção da Alemanha | 10:05

Desfalcada, Alemanha é convocada para pegar a Argentina

Compartilhe: Twitter

Julian Draxler

E saiu a convocação da Alemanha para o amistoso contra a Argentina, no próximo dia 15 de agosto, na Commerzbank-Arena, em Frankfurt. O técnico Joachim Löw chamou 19 atletas, sendo que 17 deles estavam na última Euro 2012 – Sven Bender e Draxler, que não disputaram a competição, estão na lista.

Veja agenda completa de jogos da Alemanha

A Nationalelf terá cinco desfalques. O capitão Philipp Lahm não foi convocado porque espera o nascimento do seu filho na próxima semana. Lesionados, Schweinsteiger e Mario Gomez também ficaram de fora. Já Podolski e Mertesacker foram liberados a pedido do Arsenal e não encaram a Argentina.

O restante dos nomes são os mesmos de sempre, sem muitas surpresas.
Veja a lista de convocados:

Goleiros: Manuel Neuer (Bayern de Munique), Ron-Robert Zieler (Hannover)

Defensores: Holger Badstuber (Bayern de Munique), Jerome Boateng (Bayern de Munique), Benedikt Höwedes (Schalke), Mats Hummels (Borussia Dortmund) e Marcel Schmelzer (Borussia Dortmund)

Meio-campistas: Lars Bender (Bayer Leverkusen), Sven Bender (Borussia Dortmund), Ilkay Gündogan (Borussia Dortmund), Sami Khedira (Real Madrid-ESP), Toni Kroos (Bayern de Munique), Julian Draxler (Schalke), Mesut Özil (Real Madrid-ESP), Mario Götze (Borussia Dortmund) e Marco Reus (Borussia Dortmund)

Atacantes: Miroslav Klose (Lazio-ITA), Thomas Müller (Bayern de Munique) e Andre Schürrle (Bayer Leverkusen)

O que achou da convocação?

Com esses nomes, eu escalaria o time assim: Neuer, Boateng, Hummels, Höwedes e Schmelzer; Kroos, Khedira, Özil, Götze e Reus; Klose.

E você?

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 27 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 12:53

Prévia de Alemanha x Itália – É hora de mudar a história!

Compartilhe: Twitter

Macarronada ou chucrute?

A Alemanha busca uma vaga na final da Euro 2012 nesta quinta-feira, em Varsóvia, na Polônia, contra a Itália. E mais do que garantir um lugar na decisão, os germânicos tentam amenizar a freguesia histórica que têm diante do rival. Isso porque nos 30 jogos disputados até hoje entre as seleções, a Nationalelf venceu apenas sete, com nove empates e 14 triunfos italianos – foram 34 gols a favor e 45 contra.

Veja a agenda de jogos da seleção alemã

E o Pior. Em partidas oficiais, são sete duelos, com três vitórias da Itália e quatro empates. Ou seja, a Alemanha jamais venceu o adversário em jogo sério, só em amistoso. Mais detalhes sobre esse retrospecto desfavorável eu coloquei nesta matéria que fiz para o iG. Foram dois jogos em Eurocopas e cinco em Copas do Mundo, incluindo a decisão de 1982 e a eletrizante semifinal em 1970.

E MAIS: Favorita na semi, Alemanha é freguesa histórica da Itália

Quando: 28/06/2012, quinta-feira
Onde: Estádio Nacional, em Varsóvia (POL)
Porque: Euro 2012 – semifinal
Horário: 15h45 (de Brasília)
Na TV: Sportv, Band e Globo (ao vivo)

A escalação da Alemanha ainda é uma incógnita, mas Joachim Löw pode promover os retornos de Lukas Podolski e Thomas Müller ao time titular nas vagas de Schürrle e Reus. No comando de ataque, Klose deve ser mantido, com Mario Gomez começando mais uma vez na reserva. O time deve ter Neuer, Boateng, Hummels, Badstuber e Lahm; Khedira, Schweinsteiger e Özil; Podolski (Schürrle), Müller (Reus) e Klose.

Vai ser um jogo duríssimo, por isso meu palpite é um apertado 2 a 1, com um gol de Klose e outro de Hummels. Zagueirão do Dortmund vem merecendo. E o seu?

Badstuber disputa a bola com Thiago Motta no jogo de 2011

Tirando os jogos oficiais que já estão na matéria, confira outros duelos marcantes entre Alemanha e Itália ao longo dos anos, todos amistosos:

Último jogo
09/20/2011 – Em Dortmund (ALE)
Alemanha 1 x 1 Itália

Primeiro jogo
01/01/1923 – Em Milão (ITA)
Itália 3 x 1 Alemanha

Maior vitória alemã
26/11/1939 – Em Berlim (ALE)
Alemanha 5 x 2 Itália

Maior derrota alemã
01/03/2006 – Em Florença (ITA)
Itália 4 x 1 Alemanha

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

sexta-feira, 22 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 17:37

Retranca grega?

Compartilhe: Twitter

A tão falada e temida defesa grega não conseguiu segurar o poderoso ataque alemão e caiu de quatro. Lahm, Khedira, Klose e Reus fizeram os gols da vitória da Alemanha por 4 a 2, na cidade polonesa de Gdansk, pelas quartas de final da Euro 2012 e agora a Nationalelf aguarda pelo seu adversário na semifinal do torneio: Inglaterra ou Itália, que jogam no domingo.

Veja a agenda de jogos completa da seleção alemã

Joachim Löw surpreendeu e fez três mudanças na equipe considerada titular. O técnico sacou Mario Gomez, Podolski e Müller para colocar Klose, Schürrle e Reus. E deu muito certo. Os três deram mais movimentação ao ataque e foram fundamentais para furar o bloqueio do rival. Principalmente Reus, o melhor entre as novidades.

Khedira fez o 2º gol alemão

Como era de se esperar, a Alemanha teve mais posse de bola, dominou toda partida e até conseguia criar boas oportunidades de gol. O placar, porém, só foi aberto aos 39 minutos, com um pombo sem asa de Lahm. O lateral deixou dois marcadores para trás e acertou um chutaço de fora da área, cheio de efeito.

Badstuber e Schweinsteiger erraram muitos passes na primeira metade do jogo e proporcionaram dois contra-ataques perigosos para os gregos. E foi num lance de velocidade que veio o empate, já no segundo tempo. Salpingidis avançou pela direita e cruzou para Samaras deixar tudo igual.

A Alemanha era bem melhor no jogo e não se desesperou na busca pelo segundo gol, que veio com naturalidade. Boateng cruzou da direita e Khedira acertou um lindo sem-pulo, golaço. Depois, Klose mostrou todo seu oportunismo, se antecipou à zaga e ao goleiro adversário para ampliar de cabeça. Por fim, Reus aproveitou rebote do goleiro em chute de Klose e soltou a bomba, marcando o quarto.

Reus e Boateng comemoram o 4º gol

A Grécia ainda diminuiu com Salpingidis, já aos 44 minutos. Boateng colocou a mão na bola dentro da área e o atacante só deslocou Neuer na cobrança de pênalti.

Khedira foi o melhor jogador da partida. Ele não aparece muito para o torcedor, mas é importantíssimo para o esquema tático da seleção. Defende bem e chega sempre no ataque como elemento surpresa. Foi coroado com um belo gol. Reus ganhou a vaga de titular e não sai mais, assim como Hummels. Mais uma partida perfeita do zagueiro.

Schürrle deu muito trabalho pela esquerda, muito bem no duelo. Klose deu um toque de qualidade no comando de ataque, mas pecou pelo preciosismo. Fez um gol, é verdade, mas teve outras chances para marcar e preferiu passar a bola para os companheiros ao invés de finalizar. Özil fez seu melhor jogo na Euro. Lahm também. Já Schweinsteiger, Boateng e Badstuber fizeram o básico, sem comprometer.

Notas dos jogadores

Neuer 6,5, Boateng 6,0, Hummels 8,0, Badstuber 6,5 e Lahm 7,5; Khedira 8,5, Schweinsteiger 6,5 e Özil 8,0; Schürrle 7,5 (Müller 6,5), Reus 8,0 (Götze Sem nota) e Klose 7,0 (Mario Gomez Sem nota).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última