Publicidade

Posts com a Tag Sami Khedira

sábado, 4 de janeiro de 2014 Seleção da Alemanha | 09:11

Qual foi o melhor jogador da seleção em 2013?

Compartilhe: Twitter

A DFB (Federação Alemã de Futebol) abriu votação para eleger o melhor jogador da seleção da Alemanha no ano de 2013. No total, foram 35 atletas utilizados por Joachim Löw nos 12 jogos do ano passado (contando amistosos e eliminatórias), mas somente 12 deles estão concorrendo à premiação. Os nomeados precisam ter atuado em mais de 50% das partidas – ou seja, em mais de seis duelos.

► Clique para votar no melhor jogador da seleção em 2013

Seleção da AlemanhaCom essa regra, alguns nomes de peso ficaram de fora do pleito, como Mario Götze, Marcell Schmelzer, Lars Bender, Max Kruse (seis jogos cada), Mats Hummels, Marco Reus, Lukas Podolski (cinco), Miroslav Klose, Ilkay Gündogan (quatro) e Bastian Schweinsteiger (três).

Os indicados sãoPer Mertesacker, Andre Schürrle (dez jogos cada), Philipp Lahm, Mesut Özil, Thomas Müller (nove), Manuel Neuer, Sami Khedira, Jerome Boateng, Benedikt Höwedes, Marcell Jansen (oito), Toni Kroos e Julian Draxler (sete).

Fiquei em dúvida entre Müller, Kroos e Özil, mas escolhi o atacante do Bayern de Munique. E você? Para votar, é só CLICAR AQUI. Vale lembrar que a eleição acontece só até o próximo dia 8 de janeiro, às 11h (horário de Brasília), quando a DFB encerra a votação online.

=)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 18 de novembro de 2013 Fora dos campos | 13:30

Ex-jogador alemão morre em combate na Síria

Compartilhe: Twitter
Burak Karan

Burak Karan antes, como jogador, e depois, já em combate

Uma triste notícia abalou o futebol alemão neste começo de semana. O ex-jogador Burak Karan, que chegou a defender as seleções de base da Alemanha, morreu durante combate na Síria, informou o diário Bild. Aos 26 anos de idade, ele foi atingido por uma bomba lançada pelas forças governamentais do país asiático, na cidade de Azaz, perto da fronteira com a Turquia.

► Curta página do Blog do Alemão no Facebook

Nascido na Alemanha, mas com família de origem turca, Karan largou os gramados em 2008, ainda com 20 anos de idade, para se dedicar à religião e aos serviços militares. Há também fortes suspeitas de que o ex-atleta fosse ligado à Al-Qaeda, organização islâmica com ramificação terrorista no Oriente Médio.

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Companheiro de Dennis Aogo, Kevin Prince Boateng e Sami Khedira nas seleções sub 16 e sub 17 da Alemanha – ele fez sete partidas nas duas categorias -, Burak Karan era zagueiro e atuou nas bases de Hamburgo, Bayer Leverkusen, Hertha Berlim e Hannover.

Que ele descanse em paz.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

Amistosos, Seleção da Alemanha | 09:10

Prévia de Inglaterra x Alemanha e o drama de Khedira

Compartilhe: Twitter

Sami Khedira

Que pena o Khedira, hein? No amistoso da Alemanha contra a Itália, na semana passada, o volante rompeu os ligamentos do joelho direito e terá que fazer uma cirurgia para reconstrução. Como o prazo de recuperação é de seis meses, a participação do jogador na Copa do Mundo está ameaçadíssima – ele voltaria no final do de maio de 2014, sendo que o Mundial começa na primeira quinzena de junho. Ainda há esperanças.

► Confira a agenda completa e outras informações sobre a seleção da Alemanha

Caso o atleta do Real Madrid não possa mesmo jogar a Copa, Kroos e Gündogan, atualmente lesionado, disputarão o posto de titular ao lado de Schweinsteiger. “Este é um golpe duro para todos nós. Khedira é um grande lutador dentro e fora dos gramados. Sempre pensa positivo e isso vai ajudá-lo. E por isso estou otimista de que ele estará em forma novamente no pontapé inicial da Copa do Mundo no Brasil. Vamos cruzar nossos dedos para que a cirurgia corra bem e para que ele passar iniciar rapidamente a reabilitação”, disse o técnico Joachim Löw.

► Curta página do Blog do Alemão no Facebook

Para o amistoso diante da Inglaterra, nesta terça-feira, o último do ano, o treinador deverá escalar Sven Bender na vaga de Khedira. Na verdade, Löw planeja mandar a campo um time bem diferente do que empatou com os italianos. Recuperado de uma gripe, Mertesacker volta à zaga. No gol, Roman Weidenfeller fará sua estreia. Se for bem, carimba seu passaporte para o Brasil. E dos atletas que entraram em campo na terça passada, apenas Hummels, Höwedes e Kroos devem permanecer entre os titulares.

Quando: 19/11/2013, terça-feira
Onde: Wembley, em Londres-ING
Porque: Amistoso
Horário: 18h00 (de Brasília)
Na TV: ESPN Brasil

Özil, Lahm e Neuer serão poupados e não ficam nem no banco de reservas. Se Löw mandar a campo o time que treinou, a Nationalelf que começa o duelo contra os ingleses terá Weidenfeller, Höwedes, Mertesacker, Hummels e Schmelzer; Sven Bender, Kroos, Draxler, Sidney Sam e Reus; Kruse. Um time rápido e jovem do meio para frente, mas ainda inexperiente. Se empatar fora de casa, já está de bom tamanho. Meu palpite é 2 a 2.

História

São 32 jogos entre as seleções ao longo dos anos, com vantagem para os ingleses, que venceram 15 vezes. A Alemanha tem 11 vitórias, com outros seis empates registrados. Aliás, a pior derrota dos alemães em toda história foi justamente diante do rival desta terça. Em 1909, a Inglaterra enfiou impiedosos 9 a 0, em amistoso realizado em Oxford.

Confira alguns desses duelos:

Último jogo e maior vitória alemã
27/06/2010 – Oitavas da Copa do Mundo
Alemanha 4 x 1 Inglaterra, em Bloemfontein (África do Sul)

Copa do Mundo de 2010, Alemanha 4 a 1

Copa do Mundo de 2010, Alemanha 4 a 1

Primeiro jogo
20/04/1908 – Amistoso
Alemanha 1 x 5 Inglaterra, em Berlim (Alemanha)

Maior derrota alemã
16/03/1909 – Amistoso
Inglaterra 9 x 0 Alemanha, em Oxford (Inglaterra)

Jogo mais importante
30/07/1966 – Final da Copa do Mund0
Inglaterra 4 x 2 Alemanha, em Londres (Inglaterra)

Primeira vitória alemã
01/06/1968 – Amistoso
Alemanha 1 x 0 Inglaterra, em Hannover (Alemanha)

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 14 de outubro de 2013 Eliminatórias da Copa, Fora dos campos, Seleção da Alemanha | 11:23

Prévia da nova camisa e o amistoso de luxo na Suécia

Compartilhe: Twitter
Nova camisa

Prévia da nova camisa da seleção alemã para Copa de 2014

Já classificada para a Copa do Mundo de 2014, a Alemanha faz um amistoso de luxo contra a Suécia no último jogo das eliminatórias europeias, nesta terça-feira. E para esquentar a participação germânica no Mundial, já está circulando na internet a imagem de uma prévia do novo uniforme da seleção – vale lembrar que o lançamento oficial está marcado para a primeira quinzena de novembro.

Quando: 15/10/2013, terça-feira
Onde: Friends Arena, em Estocolmo-SUE
Porque: Eliminatórias da Copa 2014
Horário: 15h45 (de Brasília)
Na TV: ESPN (ao vivo)

Confira a agenda de jogos da seleção da Alemanha e outras informações


Para a partida fora de casa, Joachim Löw não poderá contar com Khedira, suspenso após levar o amarelo na vitória diante da Irlanda. O meia Mario Götze deve ocupar a vaga do volante, enquanto o centroavante Kruse pode ganhar uma chance no comando de ataque. A provável escalação tem Neuer; Lahm, Mertesacker, Boateng e Jansen; Kroos, Schweinsteiger, Özil, Götze e Müller; Kruse.

Depois daquele 4 a 4 estranho no primeiro turno, dessa vez aposto em vitória magra da seleção: 2 a 1, gols de Kroos e Kruse.

Ao longo dos anos

Alemanha e Suécia já duelaram 35 vezes em toda história, com pequena vantagem para a Nationalelf, que venceu 14 jogos e perdeu outros 12. Ainda aconteceram 9 empates. Os germânicos anotaram 65 gols e sofreram 57.

Curiosidades

– Em meses de outubro, a Alemanha venceu 2 jogos, a Suécia 2 e aconteceram 2 empates
– Dos 34 jogos, em apenas dois não aconteceram gols
– A cidade que mais recebeu jogos foi Estocolmo, na Suécia: 14 duelos
– Seis jogos foram por eliminatórias de Copa do Mundo
– Quatro partidas foram em Copas do Mundo

Pôster do jogo de 1937

Pôster do jogo de 1937

Último jogo
16/10/2012 – Eliminatórias Copa 2014
Alemanha 4 x 4 Suécia, em Berlim-ALE

Primeiro jogo
18/06/1911 – Amistoso
Suécia 2 x 4 Alemanha, em Estocolmo-SUE

Maior vitória alemã
21/11/1937 – Eliminatórias Copa de 38
Alemanha 5 x 0 Suécia, em Hamburgo-ALE

Maior derrota alemã
31/08/1924 – Amistoso
Alemanha 1 x 4 Suécia, em Berlim-ALE

Jogo mais importante
24/06/1958 – Semi da Copa de 58
Suécia 3 x 1 Alemanha, em Gotemburgo-SUE

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de outubro de 2013 Copa do Mundo, Eliminatórias da Copa, Seleção da Alemanha | 17:38

Brasil, aí vamos nós

Compartilhe: Twitter

Alemanha bate a Irlanda

Sem grandes sustos, a Alemanha derrotou a Irlanda por 3 a 0 no Rhein-Energie-Stadion, em Colônia, e carimbou seu passaporte para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Agora é só esperar o sorteio dos grupos do Mundial, que está marcado para o próximo dia 6 de dezembro, na Bahia.


Joachim Löw mandou a campo uma formação sem um centroavante de ofício, com Kruse no banco. Assim, Schürrle e Müller se revezavam no comando de ataque como o famoso “falso 9”. Até Schweinsteiger, bem mais solto do que quando atua pelo Bayern, entrou bastante na área irlandesa, já que Kroos e Khedira eram os responsáveis pela marcação no meio de campo.

► Veja a agenda de jogos completa da Alemanha

O primeiro tempo foi amplamente dominado pelos alemães, mas bem morno. A penetração na defesa do rival era difícil, por isso, a principal arma eram os chutes de longa distância. E numa dessas finalizações, a equipe abriu o placar com Khedira, aos 12 minutos. O volante recebeu de Lahm e arriscou de fora. A bola ainda desviou em Clark e enganou o goleiro Forde.

Müller, Kroos e Özil também tentaram marcar em chutes de longe, mas sem sucesso. No último lance da primeira etapa, a Irlanda assustou numa cabeçada perigosa do próprio Clark, que acertou o travessão de Neuer. O arqueiro germânico, aliás, não tocou na bola durante os 45 minutos iniciais.

Schürrle chuta para ampliar para Alemanha

O segundo tempo foi diferente e um pouco mais movimentado. Os visitantes resolveram atacar e até assustaram no começo, mas a Alemanha continuou superior. Aos 13 minutos, Kroos deu uma assistência genial para Schürrle, que dominou com estilo dentro da área e chutou no canto. Um belo gol.

Depois de administrar o resultado até os minutos finais, ainda deu tempo para ampliar nos acréscimos. Após contra-ataque rápido, Kroos recebeu na intermediária e rolou para Özil balançar as redes com um belo toque por cima do goleiro. Outra excelente assistência de Kroos, diga-se. O meia bávaro foi o melhor em campo.

Na terça-feira que vem, dia 15, a Alemanha volta a campo para enfrentar a Suécia, fora de casa, apenas para cumprir tabela. Os suecos já estão garantido na 2ª colocação do grupo C, indo para respescagem.

Notas dos jogadores:

Neuer 6,0, Lahm 6,5, Mertesacker 6,0, Boateng 6,0 e Jansen 6,5; Khedira 7,0 (Kruse Sem nota), Kroos 8,0, Schweinsteiger 7,5 e Özil 6,5; Schürrle 7,0 (Götze Sem nota) e Müller 6,5 (Sidney Sam Sem nota)

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 14 de agosto de 2013 Amistosos, Seleção da Alemanha | 18:09

Defesa falha, e Alemanha sofre para empatar com Paraguai

Compartilhe: Twitter

Com um primeiro tempo inseguro da defesa, mas muito bom no ataque, a Alemanha empatou com o Paraguai por 3 a 3, em Kaiserslautern, nesta quarta-feira, no primeiro amistoso da temporada europeia. Hummels e Khedira falharam nos tentos do rival, mas o setor ofensivo funcionou e salvou a equipe de uma derrota em casa.

► Clique aqui e confira a agenda de jogos completa da Alemanha

A Alemanha começou devagar, quase parando, e levou dois gols antes dos 15 minutos de jogo. Aos nove, o paraguaio Nuñez recebeu lançamento em profundidade, apareceu livre nas costas de Hummels e fuzilou o goleiro Neuer. Quatro minutos mais tarde, Neuer cortou mal um cruzamento, Khedira errou o passe na entrada da área e Pittoni ampliou para os visitantes.

Neuer não conseguiu parar o Paraguai

Ninguém acreditava. Era o lanterna das eliminatórias sul-americanas ensaiando uma goleada para cima da Alemanha, dentro de Kaiserslautern.

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Mas aí o time germânico colocou a bola no chão e passou a jogar do jeito que gosta. Depois de perder duas boas chances com Klose e Özil, a Nationalelf diminuiu com Gündogan, que acertou um belo chute colocado no canto do goleiro Villar. Isso aos 18 minutos. Mais tarde, aos 31, Hummels acertou um longo e perfeito lançamento para Müller, o meia-atacante dominou com estilo, ficou cara a cara com o arqueiro paraguaio e deixou tudo igual.

A Alemanha ainda perdeu dois gols com Reus, que ficou na frente do goleiro do Paraguai e não conseguiu marcar, e depois foi castigada ao levar o terceiro gol aos 46. Hummels levou outra bola nas costas – com o perdão do trocadilho -, o experiente Roque Santa Cruz recebeu na área e só rolou para Samudio, livre, marcar. Mertesacker chegou atrasado no lance.

Na segunda etapa, Joachim Löw arrumou o sistema defensivo colocando Boateng na vaga do lento Mertesacker. E melhorou  muito, tanto que o Paraguai mal chegou ao ataque e Neuer foi um mero espectador. Se a zaga ficou mais protegida, o poderio ofensivo piorou demais em relação aos primeiros 45 minutos.

► Curta página do Blog do Alemão no Facebook

Foram poucas chances (uma com Özil e outra com Mario Gomez) até o gol de empate, anotado por Lars Bender aos 30 minutos. A jogada começou com o próprio volante, que chutou de fora da área e exigiu uma boa defesa do goleiro adversário. No rebote, Podolski cruzou, Gomez errou a finalização e a bola sobrou para Bender ajeitar no peito e soltar a bomba. Um golaço. Nos últimos minutos, na base do abafa, a Alemanha desperdiçou mais algumas oportunidades com Boateng e Jansen.

Müller marcou o segundo gol alemão

Tirando a falha no segundo gol paraguaio, Khedira teve uma excelente atuação. Marcou muito no meio de campo e deu qualidade no passe. Os outros destaques alemães foram Bender, Müller e Lahm. Já o zagueiro Hummels, que não foi bem no primeiro tempo, melhorou na etapa complementar e demonstrou a costumeira segurança.

No meio de campo, Özil não tirou o pijama e errou alguns passes. Enquanto isso, Gündogan, autor do primeiro gol, estava bem no duelo até se machucar e sair do jogo ainda no primeiro tempo. E, assim como Özil, Reus não fez uma boa apresentação, perdendo dois gols na cara do goleiro. Podolski entrou e deu mais velocidade ao time pelo lado esquerdo.

Lá na frente, Klose não conseguiu marcar e perdeu mais uma chance de alcançar o recorde de Gerd Müller na artilharia da seleção. Fica para a próxima. E Mario Gomez, que entrou no seu lugar, teve apenas um bom lance de perigo, numa cabeçada. Foi só.

Próximo jogo da Alemanha será no dia 6 de setembro, na Allianz Arena, em Munique, pelas eliminatórias da Copa de 2o14. O adversário será a Áustria. Quatro dias depois, o time viaja até Ilhas Faroe para duelar contra os anfitriões.

Notas dos jogadores

Neuer 5,0, Lahm 8,0, Mertesacker 4,0 (Boateng 6,0), Hummels 5,5 e Schmelzer 6,5 (Jansen 6,5); Khedira 7,5, Gündogan 7,0 (Lars Bender 7,5), Özil 6,0, Reus 5,5 (Podolski 6,5) e Müller 7,5 (Schürrle Sem nota); Klose 6,5 (Mario Gomez 5,5)

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 Amistosos, Seleção da Alemanha | 19:53

Caiu o tabu!

Compartilhe: Twitter

Khedira "cara-de-galã-mexicano" marcou o gol da vitória por 2 a 1

Com um jogo bastante sólido e contando com atuações inspiradas de Özil e Müller, a Alemanha venceu a França por 2 a 1, de virada, e derrubou um tabu que já durava quase 26 anos – desde agosto de 1987 a Nationalelf não vencia o rival, sendo que desde 1935 não triunfava no campo do adversário. O técnico Joachim Löw conseguiu armar um time competitivo em Paris mesmo com os desfalques de Schweinsteiger, Reus, Götze, Schmelzer e Klose.

► Curta a página do Blog do Alemão no Facebook

Apesar de descer para o intervalo com a derrota parcial, a Alemanha fez um bom primeiro tempo. Principalmente na parte ofensiva. Os jogadores de frente se movimentaram bastante e criaram alguns problemas para a zaga francesa, com destaques positivos para Özil e Müller, que participaram de praticamente todas as jogadas de perigo. Podolski começou como titular e fez o básico pelo seu lado.

► Me segue lá no Twitter: @alemao_mario

Depois de meter uma bola na trave numa cabeçada de Mertesacker, os germânicos foram castigados nos últimos minutos da etapa inicial. Benzema cobrou falta no travessão de Adler, a bola sobrou para Sissoko ajeitar de cabeça para Valbuena, também de cabeça, colocar no canto do goleiro alemão. Desatenção da defesa, que deixou o atacante livre para balançar as redes.

A Nationalelf voltou bem para o segundo tempo e buscou o empate logo no começo. Gündogan deu ótima assistência para Müller, que recebeu na área e só tocou por cima do goleiro Lloris. Um belo gol que coroou a ótima atuação do meia-atacante do Bayern de Munique.

► Clique aqui e confira a agenda de jogos completa da Alemanha

Depois da igualdade, a partida voltou a ficar equilibrada, com a França um pouco mais perigosa e tendo as melhores chances para marcar. Mas quem comemorou mais uma vez foi a Alemanha, aos 29 minutos. Com um passe espetacular de Özil, Khedira saiu na cara do gol e chutou por baixo do goleiro adversário para virar o jogo. Uma jogada de atletas do Real Madrid. E, apesar do tento, o volante não fez um bom jogo, lento em alguns momentos do amistoso.

A França sentiu o segundo gol e não ameaçou mais os alemães até os 43 minutos, quando Ribéry arrancou pela esquerda e chutou forte para boa defesa de Adler. O goleirão fez, pelo menos, três intervenções difíceis no duelo. Neuer deve esquentar o banco por mais um tempo.

Hummels e Mertesacker foram seguros na zaga, assim como Lahm, bem no apoio e melhor ainda na marcação. O destaque negativo na parte defensiva foi Höwedes, que atuou improvisado na lateral esquerda e foi apenas regular. No meio, Gündogan fez um primeiro tempo fraco e um segundo muito bom. Schürrle, Lars Bender e Kroos entraram na etapa final e mal apareceram.

Próximo jogo da Alemanha será pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, fora de casa, contra o Cazaquistão. O duelo acontece em 22 de março. Quatro dias depois, em 26 de março, a equipe de Joachim Löw recebe o mesmo Cazaquistão na cidade de Nuremberg.

Notas dos jogadores:

Adler 6,0, Lahm 6,5, Mertesacker 6,5, Hummels 7,0 e Höwedes 5,5; Khedira 6,5, Gündogan 6,5 e Özil 8,5; Thomas Müller 8,5 (Lars Bender Sem nota), Podolski 6,0 (Schürrle 6,0) e Mario Gomez 5,0 (Kroos 5,0)

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 21 de agosto de 2012 Fora dos campos, Mercado | 09:35

Thomas Müller é a marca mais valiosa na Alemanha

Compartilhe: Twitter

O jovem meia-atacante Thomas Müller foi considerado o jogador com a marca mais valiosa do futebol alemão, segundo estudo divulgado pela consultoria “Batten & Company”. A publicidade do atleta do Bayern de Munique foi avaliada em 24,9 milhões de euros – cerca de R$ 62,3 milhões. O time Bávaro, aliás, que possui seis atletas no top 10 do levantamento.

Thomas Müller

Vale lembrar que a quantia calculada na pesquisa não é referente ao valor de mercado dos jogadores.

Veja a relação dos 10 jogadores alemães mais valiosos:
(**Valores em euros)

Thomas Müller (Bayern de Munique) – 24,9 milhões
Manuel Neuer (Bayern de Munique) – 23,2 milhões
Mesut Özil (Real Madrid-ESP) – 22,8 milhões
Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique) – 20,3 milhões
Philipp Lahm (Bayern de Munique) – 20,2 milhões
Mario Gomez (Bayern de Munique) – 16,6 milhões
Mario Götze (Borussia Dortmund) – 16,1 milhões
Sami Khedira (Real Madrid-ESP) – 15,2 milhões
Jerome Boateng (Bayern de Munique) – 11,5 milhões
10º Marco Reus (Borussia Dortmund) – 10,2 milhões

O que achou da lista?

Não entendo como Boateng aparece entre as 10 marcas mais valiosas. Daria para colocar Hummels, Podolski, Klose ou qualquer outro no lugar, tranquilamente.

Vai saber o critério que usaram.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 23 de junho de 2012 Bundesliga, Eurocopa, Seleção da Alemanha | 10:28

A inspiração de Khedira

Compartilhe: Twitter

Está explicado de onde Khedira buscou inspiração para marcar o golaço contra a Grécia, segundo da Alemanha na vitória por 4 a 2 nas quartas de final da Euro 2012. Poderia até ser na sua bela namorada Lena Gercke, mas a resposta está na imagem abaixo:

Clique para ampliar a imagem

Igualzinho o movimento, hein?

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 22 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 17:37

Retranca grega?

Compartilhe: Twitter

A tão falada e temida defesa grega não conseguiu segurar o poderoso ataque alemão e caiu de quatro. Lahm, Khedira, Klose e Reus fizeram os gols da vitória da Alemanha por 4 a 2, na cidade polonesa de Gdansk, pelas quartas de final da Euro 2012 e agora a Nationalelf aguarda pelo seu adversário na semifinal do torneio: Inglaterra ou Itália, que jogam no domingo.

Veja a agenda de jogos completa da seleção alemã

Joachim Löw surpreendeu e fez três mudanças na equipe considerada titular. O técnico sacou Mario Gomez, Podolski e Müller para colocar Klose, Schürrle e Reus. E deu muito certo. Os três deram mais movimentação ao ataque e foram fundamentais para furar o bloqueio do rival. Principalmente Reus, o melhor entre as novidades.

Khedira fez o 2º gol alemão

Como era de se esperar, a Alemanha teve mais posse de bola, dominou toda partida e até conseguia criar boas oportunidades de gol. O placar, porém, só foi aberto aos 39 minutos, com um pombo sem asa de Lahm. O lateral deixou dois marcadores para trás e acertou um chutaço de fora da área, cheio de efeito.

Badstuber e Schweinsteiger erraram muitos passes na primeira metade do jogo e proporcionaram dois contra-ataques perigosos para os gregos. E foi num lance de velocidade que veio o empate, já no segundo tempo. Salpingidis avançou pela direita e cruzou para Samaras deixar tudo igual.

A Alemanha era bem melhor no jogo e não se desesperou na busca pelo segundo gol, que veio com naturalidade. Boateng cruzou da direita e Khedira acertou um lindo sem-pulo, golaço. Depois, Klose mostrou todo seu oportunismo, se antecipou à zaga e ao goleiro adversário para ampliar de cabeça. Por fim, Reus aproveitou rebote do goleiro em chute de Klose e soltou a bomba, marcando o quarto.

Reus e Boateng comemoram o 4º gol

A Grécia ainda diminuiu com Salpingidis, já aos 44 minutos. Boateng colocou a mão na bola dentro da área e o atacante só deslocou Neuer na cobrança de pênalti.

Khedira foi o melhor jogador da partida. Ele não aparece muito para o torcedor, mas é importantíssimo para o esquema tático da seleção. Defende bem e chega sempre no ataque como elemento surpresa. Foi coroado com um belo gol. Reus ganhou a vaga de titular e não sai mais, assim como Hummels. Mais uma partida perfeita do zagueiro.

Schürrle deu muito trabalho pela esquerda, muito bem no duelo. Klose deu um toque de qualidade no comando de ataque, mas pecou pelo preciosismo. Fez um gol, é verdade, mas teve outras chances para marcar e preferiu passar a bola para os companheiros ao invés de finalizar. Özil fez seu melhor jogo na Euro. Lahm também. Já Schweinsteiger, Boateng e Badstuber fizeram o básico, sem comprometer.

Notas dos jogadores

Neuer 6,5, Boateng 6,0, Hummels 8,0, Badstuber 6,5 e Lahm 7,5; Khedira 8,5, Schweinsteiger 6,5 e Özil 8,0; Schürrle 7,5 (Müller 6,5), Reus 8,0 (Götze Sem nota) e Klose 7,0 (Mario Gomez Sem nota).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última