Publicidade

Posts com a Tag Sascha Riether

quinta-feira, 5 de maio de 2011 Fora dos campos, Jogadores brasileiros | 14:21

A nova camisa do Wolfsburg

Compartilhe: Twitter

Nesta quinta-feira, o Wolfsburg apresentou sua nova camisa número 1 para a temporada 2011/2012. Diego e Sascha Riether foram os jogadores escolhidos para mostrar o modelo, que tem um verde mais claro que o tradicional usado pelos Lobos.

Agora, o time precisa jogar bola nessas duas últimas rodadas da Bundesliga para permanecer na elite do futebol alemão. Na 15ª colocação, a equipe ainda corre sérios riscos de rebaixamento. As partidas que restam são contra o Kaiserslautern, em casa, e Hoffenheim, fora.

O que acharam da nova camisa? Eu gostei.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 10 de novembro de 2010 Amistosos, Fora dos campos, Jogadores brasileiros, Seleção da Alemanha | 17:49

Curtas germânicas

Compartilhe: Twitter

Joachim Löw, técnico da Alemanha, confirmou nesta quarta-feira que convocará uma grande quantidade de jovens promessas para o amistoso diante da Suécia, agora em novembro. Segundo o comandante, nomes como Holtby e Schürrle, do Mainz, além do quarteto do Dortmund formado por Hummels, Schmelzer, Götze e Grosskreutz estarão na relação.

Outras surpresas podem aparecer. Acredito que os meio-campistas Sidney Sam, do Leverkusen, e Reus, do Borussia M’gladbach, também serão lembrados por Löw.

O Bayern de Munique começa a esvaziar seu departamento médico. Para a próxima rodada, Ribéry e Van Bommel devem retornar à equipe. Por falar no volante holandês, no treinamento desta quarta, ele se desentendeu com o ucraniano Timoschtschuk, rival de posição, e os dois só não chegaram às vias de fato porque Schweinsteiger chegou para acalmar os ânimos.

O pessoal da diretoria do clube bávaro não deu muita bola para o fato e não polemizou.

Por falar em briga, o brasileiro Diego, do Wolfsburg, chegou a acertar um tapa na cara do lateral Riether após desentendimento nos treinos de terça. O jogador alemão deu uma entrada mais dura no meia, que não gostou e soltou a mão no companheiro de equipe.

Em um comunicado oficial, o ex-santista minimizou a confusão. “Estávamos num treino coletivo, todo mundo com muita vontade, porque não estamos satisfeitos com a atual posição do time no Alemão (12º). Então, nessa gana de vencer e dar o melhor dentro de campo, tanto em jogos quanto nos treinos, algumas discussões acontecem, o que é totalmente normal num grupo que tem como objetivo vencer”.

Então tá, né!?

O dia 10 de novembro é lembrado com muita tristeza para os que gostam de futebol alemão. Há exatamente um ano, o goleiro Robert Enke se suicidou na cidade de Hannover. Löw, Bierhoff e outros dirigentes da Federação Alemã visitaram o túmulo do ex-jogador para prestar homenagens, que se dissiparam por todo país.

Aos 32 anos de idade, o arqueiro vivia em depressão profunda desde 2006, quando perdeu sua filha de apenas dois anos de idade por problemas cardíacos. Enke era titular da seleção alemã e sua vaga na meta do time na Copa do Mundo de 2010 era praticamente certa.

Fica aqui a lembrança do Blog do Alemão e um minuto de silêncio.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 7 de setembro de 2010 Eurocopa, Seleção da Alemanha | 17:42

Vai meia-dúzia de gols aí?

Compartilhe: Twitter


Lukas Podolski fez um gol jogando em casa, no estádio do Colônia

A goleada já estava anunciada, e Alemanha entrou em campo só para confirmar os prognósticos. Mas não podia tomar um gol do Azerbaijão em casa, né? Fora isso, a Nationalelf jogou para o gasto, sem forçar muito. 6 a 1 no placar e liderança da chave A das eliminatórias da Eurocopa garantida ao lado da Turquia, que bateu a Bélgica por 3 a 2.

Joachim Löw surpreendeu e escalou Sascha Riether na lateral-direita, deslocando Philipp Lahm para esquerda e colocando Holger Badstuber na zaga. Westermann começou no banco de reservas, mas entrou logo com 10 minutos de jogo na vaga de Mertesacker, que levou uma cotovelada no rosto e teve que ser substituído.

Depois de sufocar os visitantes em seu campo de defesa, o primeiro gol saiu aos 28 minutos. Após cobrança de escanteio, Klose ficou com a bola nos pés e rolou para Westermann. O defensor recebeu já dentro da pequena área e teve que chutar duas vezes para abrir o marcador. Aos 46, linda tabela de Podolski com Özil, e o atacante do Colônia finalizou para fazer 2 a 0.

Um gol merecido para Poldi, na minha opinião o melhor jogador da partida. Além disso, um tento dentro de casa sempre é bom para lavar a alma. No minuto seguinte, aos 47, Podolski recebeu assistência de Badstuber e rolou para Klose marcar o seu. Antes da partida, o atacante do Bayern de Munique foi homenageado com uma placa pelos seus 100 jogos com a camisa da tricampeã mundial, completados na Copa da África do Sul.

No segundo tempo, Sadygov marcou contra e ampliou para os donos da casa. Khedira fez o cruzamento da direita e o jogador azerbaijano colocou contra a própria pátria. Quatro minutos mais tarde, Malikov fezo único gol dos visitantes após falha de Manuel Neuer. O goleirão do Schalke saiu mal após cobrança de escanteio da direita.

Mesmo com o freio de mão puxado, a Alemanha continuou pressionando o Azerbaijão, perdeu inúmeras chances de gols, e só conseguiu ampliar nos minutos finais. Badstuber fez um belo gol de cabeça, e Klose fez seu segundo gol aos 47, fechando o passeio no Rhein-Energie-Stadion, casa do Colônia.

A equipe volta a campo pela Euro no dia 8 de outubro, quando enfrenta a Turquia, em Berlim. Jogo de seis pontos. No dia 12 do mesmo mês, os comandados de Löw enfrentam o Cazaquistão, na casa do adversário. Depois desses dois jogos, o time faz ainda um amistoso contra a Suécia antes de 2011.

***Antes de encerrar o post, queria pedir desculpas por ter colocado que o jogo seria transmitido pela SporTV 2. Eles informaram que iriam passar, mas depois mudaram para a partida de Portugal contra a Noruega. Bem-feito, deixaram de mostrar sete gols e mostraram só unzinho, da Noruega ainda…

Atuações dos jogadores alemães

Neuer – Mal trabalhou no jogo. Quando precisou, falhou. Nota 5,0
Riether – Estreou como titular e esteve tímido. Mas foi de razoável para bom. Nota 6,0
Mertesacker – Jogou 10 minutos e saiu machucado. Sem nota
Badstuber – Não foi exigido na marcação e ainda fez um gol no fim. Nota 6,5
Lahm – Atuação regular, sem muito brilho. Nota 6,0
Schweinsteiger – Esteve abaixo da sua média, mas foi o comandante do time. Nota 6,5
Khedira – Sem trabalho na defesa, subiu muitas vezes – e bem – para o ataque. Nota 6,5
Özil – Participou com maestria do segundo gol alemão, mas precisa aparecer mais. Nota 6,5
Podolski – O melhor em campo. Finalizou pelo menos umas 5 vezes e fez um belo gol. Nota 8,0
Müller – O segundo melhor. Correu, driblou, deu passes e quase deixou sua marca. Nota 7,5
Klose – Marcou dois gols típicos de matador e mostrou boa movimentação.  Nota 7,0
Westermann – Marcou bem na zaga e ainda fez seu gol. Nota 6,5
Marin – Entrou no 2º tempo e não apareceu muito. Tentou só um chute aqui, outro drible ali. Nota 5,5
Cacau – Jogou 15 minutos e fez a assistência para o gol de Klose no fim. Nota 6,0

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,